Rio Bonito decreta Situação de Emergência nas áreas atingidas pelas chuvas

Diversos bairros alagaram com as chuvas

Enviado Direto da Redação
Diversos bairros alagaram com as chuvas

Diversos bairros alagaram com as chuvas

Foto: Divulgação

O prefeito de Rio Bonito, José Luiz Mandiocão, decretou na noite dessa terça-feira (3) Situação de Emergência por causa das fortes chuvas que vem assolando o município desde a noite de sábado, causando alagamentos, deslizamento de encosta, quedas de árvores, além de deixar cerca de 600 pessoas desalojadas e 21 desabrigadas. A Situação de Emergência abrange os bairros Basílio, Parque das Acácias, Cambucás, Praça Cruzeiro, Mangueirinha, Centro, Bela Vista, Bosque Clube, Lavras, Caixa D’água, Monteiro Lobato, Marajó, Viçosa, Rio Seco, Jardim da Mata, Tomascar, Pinga Pinga, Prainha, Boa Esperança, Rio do Ouro, Rio Vermelho, Mangueira, Jacuba, Boqueirão, Nova Cidade, Catimbau e Lagoa Verde, afetadas por chuvas intensas nos últimos dias.

O decreto garante a prefeitura o poder de, por exemplo, dispensar de licitação os contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta ao desastre, de prestação de serviços e de obras relacionadas com a reabilitação dos cenários dos desastres. Isso inclui a realocação de verbas e cortes de serviços para priorização em outras áreas.

O prefeito justificou a decretação da Situação de Emergência devido às chuvas que vem assolando o município, deixando várias famílias desabrigadas, e precisando de itens básicos de sobrevivência. Foram desalojadas pela catástrofe mais de 600 pessoas, entre homens, mulheres e crianças, além do parecer da Coordenação de Defesa Civil Municipais, relatando a ocorrência do desastre, ser favorável à declaração de Situação de Emergência.

A Coordenação da Defesa Civil Municipal e a Chefia de Gabinete do Prefeito, serão responsáveis pela implementação das ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução. O decreto assinado pelo prefeito José Luiz Mandiocão tem validade de 180 dias.

Veja também