Prefeitura de Maricá assina acordo e promete criar teleporto com rede 5G

O acordo foi selado entre a Prefeitura (Codemar) e a empresa Leonardo

Enviado Direto da Redação


Por Ana Carolina Moraes*


Maricá já é um dos municípios de grande referência quando se fala em petróleo e gás no estado. Mas, agora, a cidade pode se tornar também símbolo nacional na área tecnológica e de aviação. Isso porque a Prefeitura, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), e a companhia global de alta tecnologia Leonardo Aeroespacial assinaram, nesta quarta-feira (12), uma joint venture que promete novos investimentos na área da aviação do município, além da criação de uma nova companhia área.


O evento ocorreu no Aeroporto de Maricá e promete desenvolver o município em diversos níveis, inclusive com a criação de um teleporto com internet 5G no local, fazendo com que Maricá seja um dos primeiros municípios a adotar este sistema.



No evento, outros investimentos foram anunciados. Por exemplo, os representantes políticos que estavam no local afirmaram que, a partir de agora, além da construção de um dos maiores teleportos da América Latina, o município poderá contar com a criação de uma Faetec, onde um dos cursos será voltado para a área da mecânica de helicópteros.



Representando do Governo do Estado, o Secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro Leonardo Rodrigues, explicou que esses novos projetos na aviação do município podem ajudar a desenvolver não somente Maricá mas o estado de modo geral. " O teleporto será uma referência não só para o Brasil, mas para a América Latina como um todo", afirmou.



Foi Leonardo, inclusive, quem afirmou que o Estado planeja construir uma nova Faetec no município. "Vamos construir uma Faetec voltada para a área de tecnologia e para a formação de mecânicos de helicópteros em Maricá. Essa escola terá os cursos 100% gratuitos para atingir o desenvolvimento econômico e social da população", continuou. O conceito do secretário é que o "Brasil precisa não só acompanhar a tecnologia de ponta, mas fabricar essa tecnologia com o potencial dos nossos pesquisadores". 



O prefeito de Maricá Fabiano Horta explicou que o acordo entre a Codemar e a Leonardo trará investimentos para o município também na área de tecnologia. "A Codemar estabelece hoje, junto com uma grande estatal italiana, o início de atividades que vão atrair para o município um conjunto de desenvolvimentos, inclusive o tecnológico. Esse desafio é só um começo promissor que carrega o simbolismo da celebração festiva. Com a instalação de estruturas para a manutenção de helicópteros da Leonardo, há toda uma outra estrutura que também se instalará aqui", explicou ele, acrescentando que foi com esse pensamento que foi criado o Instituto de Ciência e Tecnologia em Maricá. 


Fabiano também comentou sobre a criação do teleporto na região e disse a importância da construção para a região. "Vamos estabelecer em Maricá um teleporto 5G que dará para a cidade um protagonismo, pois ainda não há nenhuma estrutura como essa na América Latina. É um marco para Maricá e para o Rio e vai mudar completamente a distribuição de dados no Brasil", disse, afirmando que a estrutura deve ficar pronta até o final do ano. 


Além dele, o CEO da Leonardo International, Lorenzo Mariani, afirmou como o acordo entre a Leonardo e a Prefeitura planeja utilizar os recursos da mãe natureza de forma boa e inovadora.


"Esse acordo que estamos assinando hoje é muito inovador, pretendemos usar os recursos da mãe natureza e transformar em recursos para o povo. Vamos transformar em novas tecnologias, novas soluções para o mercado e treinar a mão de obra", contou o engenheiro. 


Além dos representantes citados, também estiveram presentes no evento o cônsul da Itália, Paolo Miraglia; o Secretário de Trabalho e Renda, Jorge Gonçalves; a deputada estadual, Zeidan Lula; o ex-prefeito da cidade, Washington Quaquá; o presidente da autarquia Codemar, José Orlando Dias; o superintendente do Parque Tecnológico, Tiago de Paula e representantes do Corpo de Bombeiros e da Força Aérea. 


O acordo foi firmado inicialmente em Roma, em julho de 2019, e tinha como base a ideia de uma nova companhia que seria comandada tanto pela Codemar quanto pela Leonardo. A nova companhia terá sua base no Aeroporto de Maricá, onde serão desenvolvidos projetos de Segurança Urbana, Resgate e Inovação. 


Estagiária sob supervisão de Cyntia Fonseca*

Veja também