Ruas esburacadas formam esgoto a céu aberto na Trindade, em São Gonçalo

Obras na região seriam as principais responsáveis pelos transtornos

Enviado Direto da Redação

Por Pâmela Dias*

Mais uma vez moradores da Trindade, em São Gonçalo, fazem denúncias a respeito dos inúmeros buracos que surgiram nas ruas do bairro após as obras iniciadas pela prefeitura da cidade. De acordo com eles, há mais de dois anos as vias estão sendo reformadas pelas autoridades. No entanto, o que era para gerar melhorias, tem dado espaço a esgotos a céu aberto e poças passíveis de doença.

Nas fotos e vídeos enviados ao O SÃO GONÇALO por Marcos Freire (48), morador do bairro há 20 anos, é possível notar imensas poças de água que surgiram em decorrência do abandono das obras da prefeitura no local. Ao invés de serem asfaltados, os buracos foram cercados por pedaços de concretos e grades para evitar acidentes.

De acordo com Marcos, os moradores da Trindade já entraram em contato com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, que alegou que a pavimentação do local estava inclusa no planejamento do órgão. No entanto, dois anos se passaram e a população e motoristas que transitam pelas vias ainda sofrem com o problema.

“A prefeitura não fiscaliza, o Estado também não. Então eles fazem o que querem como bem entendem. Só um exemplo clássico de afundamento de pista. Só ir na rua Vitória que vocês vão observar que o meio da rua está afundando, justamente onde fizeram a obra, estamos largados”, contou com indignação.

As principais vias que estão esburacadas são: Rua Cuiabá entre a Rua Juazeiro e Rua Macaé, Rua Macaé; Rua Juazeiro, no cruzamento com Cidade de Campos; Rua Uberlândia; Avenida Humberto Soeiro de Carvalho; Avenida José Manna Júnior. Algumas vias também foram totalmente ou parcialmente interditadas, devido às obras do Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios (PSAM) e do Consórcio SAG - Serveng Acciona Gel. Nas ruas Cidade de Campos, Curitiba e Cuiabá, por exemplo, elas se encontram inacabadas.

Em nota, a prefeitura informou que "notificou o Governo de Estado e logo recebeu uma resposta com todo o cronograma da obra e que já estão realizando os reparos de forma que não atrapalhe o cotidiano do cidadão. No entanto, devido às chuvas das últimas semanas, o serviço precisou ser paralisado até que o tempo normalize. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano complementa que semanalmente uma equipe está indo até as obras acompanhar o trabalho do Governo do Estado."

*Estagiária sob supervisão de Thiago Soares

Veja também