Fórum Interconselhos debate acolhimento e atenção humanizada em SG

O evento acontece nesta quinta-feira, no Auditório do Ministério Público

Enviado Direto da Redação
22ª reunião do Fórum Interconselhos de Direitos de São Gonçalo

22ª reunião do Fórum Interconselhos de Direitos de São Gonçalo

Foto: Divulgação

Por Pâmela Dias


Nesta quinta-feira (13), acontece a 22ª reunião do Fórum Interconselhos de Direitos de São Gonçalo, no Auditório do Ministério Público da cidade. Desta vez, o evento debaterá o tema: acolhimento institucional e atenção humanizada, e convida toda a população gonçalense e conselheiros de direito para integrarem a roda de conversa.


O Fórum, que integra a estrutura da Secretaria de Políticas Públicas para Idoso, Mulher e Pessoa com deficiência da Prefeitura de São Gonçalo, é promovido pelo Movimento de Mulheres de São Gonçalo (MMSG). De acordo com uma das organizadoras do evento e fundadora do MMSG, Marisa Chaves, o tema foi escolhido em decorrência dos altos índices de crianças, jovens e adultos acolhidos nos abrigos do município.


"Nesta reunião contaremos com especialistas que debaterão sobre o alto índice de crianças, adolescentes e adultos que se encontram em instituições de São Gonçalo, porque a gente percebe que cada vez mais está aumentando. Também vamos abrir o espaço para pensar políticas públicas capazes de atender as necessidades destas pessoas que, muitas vezes, se encontram sem a devida assistência", disse.


Esta edição contará com a participação da secretária municipal de desenvolvimento social, infância e adolescência, Luciana Alves, a assessora do programa de atendimento à criança e adolescente vítimas de violência da Fundação para a Infância e Adolescência do Rio de Janeiro (FIA), e ainda da psicóloga do Núcleo de Atenção à Criança e ao Adolescente (NACA).


O evento se inicia às 9h30 e segue até às 13h, no Auditório do Ministério Público de São Gonçalo, localizado na Avenida Doutor Getúlio Vargas, 2670, no bairro Santa Catarina. As inscrições para o evento podem ser realizadas na recepção do evento ou através do formulário online.


Para aqueles que podem, o Fórum pede para levar 1kg de alimento não perecível que será doado para famílias que vivem com HIV e são atendidas pelo projeto Rede Vida do Movimento de Mulheres em São Gonçalo.  


*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas 

Veja também