Marcia Bronze: a marquinha de sucesso das gonçalenses

Procedimento tem duas técnicas

Enviado Direto da Redação

Por Ana Carolina Moraes*


"Marquinha ok, maquiagem ok, é hoje que ele paga todo mal que ele te fez"... Sucesso  na voz de Thiaguinho MT, Mila e JS Mão de Ouro, a canção Tudo Ok, coloca novamente como protagonista a marquinha de biquíni e o empoderamento feminino. O bronzeamento é considerada um charme, inclusive, para muitos homens. Mas, nem todo mundo pode ficar horas na praia para conseguir esse feito, por isso, uma das opções é o bronzeamento com fita, que usa produtos não cancerígenos e é um processo rápido, mas que deixa que uma marquinha linda e forte. A pioneira do procedimento em São Gonçalo é Marcia Rosane Martins, dona do Espaço Marcia Bronze, que atua no município há quatro anos. 


Márcia conta que já trabalhou em uma salão de beleza e, por causa disso, resolveu abrir o Espaço que tem foco nas marquinhas de biquíni.”Eu fui em uma laje fazer a marquinha em mim. Eu fiz e fiquei admirada com o trabalho. Eu já tinha um salão em São Gonçalo e quando cheguei com a marquinha, as clientes falaram para eu abrir um local para realizar esse procedimento aqui. Trouxe a ideia para Porto Velho, depois para Trindade e agora estou em Itaúna”, relembrou ela. 


No local são realizados dois tipos de procedimento: o bronze natural, que é quando tem sol. Com ele, a cliente fica 30 minutos de frente para o sol e 30 minutos de costas. O pacote para o procedimento custa R$ 77. O segundo método é o bronze instantâneo, para quando o tempo está nublado. Nesse método, a profissional passa o produto que ajuda no bronzeado no corpo da cliente e, depois de 6h, a mulher pode retira o produto e a cor estará perfeita. Nesse segundo processo, a cliente pode, inclusive, ir embora para casa com o produto no corpo. O procedimento custa R$ 117.


Além do processo, Marcia ainda cuida do corpo das mulheres antes delas irem para o sol. A profissional esfolia e hidrata suas clientes com produtos específicos e que ajudam a manter uma pele saudável. Ela ainda fornece um suco ativador da melanina e frutas vermelhas para suas clientes durante a sessão.“Enquanto estou esfoliando o corpo das clientes e montando o biquíni de fita, também  me torno uma amiga e psicóloga, pois converso com as mulheres e escuto seus desabafos”, contou Marcia. 


Marcia conta que a marquinha de fita tem um diferencial interessante. O resultado final mexe com o imaginário dos homens e já reatou casamentos. “Até clientes da terceira idade vem fazer a marquinha e todas querem o bronzeado. Algumas clientes falam que o marido exige a marquinha”, disse ela. Marcia também atende homens, mas eles precisam ir ao local já com sua própria sunga. 


Uma das clientes mais fiéis de Marcia é Michelly Boechat, de 34 anos, que é musa da escola de samba Sossego Cubango. Michelly, que conheceu o procedimento com Marcia no carnaval de 2017, se encantou e não consegue ficar mais de 15 dias sem renovar sua marquinha. “Eu fiquei apaixonada, pois não tenho paciência para ficar no sol. Então, fiz e foi uma coisa muito rápida. Quando eu vi já tava bronzeada. A Marcia cria uma ambiente confortável, ela coloca música, e, ali dentro, conversa e aconselha a gente, vira nossa amiga”, afirmou a moça que também é musa fitness. 


Além disso, Marcia fala um pouco sobre a nova moda da marquinha com fita: as fitas coloridas. Em Michelly, por exemplo, a profissional utilizou a fita rosa. Marcia conta que prefere a fita colorida do que a preta, que ainda é usada por muitos lugares para realizar o procedimento da marquinha. “Fita colorida protege mais da pele e o design do biquíni fica mais bonito”, disse ela.


A marquinha traz diversos benefícios, além de dar um bronzeado saudável e natural, ela também esconde marcas do corpo, como estrias e celulites. O Espaço Marcia Bronze funciona de segunda a segunda. Para  saber mais basta entrar em contato com o Espaço através do Instagram (@espacomarciabronze) ou pelo número (21) 99811-6087.


Serviço: 


O Espaço Marcia Bronze se localiza na Rua Joaquim Campos, 56, em Itaúna, São Gonçalo (próximo a garagem da viação Rio Ita).



*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas 

Veja também