Detran de São Gonçalo é interditado após suspeita de infestação de piolhos de pombo

Os piolhos de pombos são ectoparasitas que vivem principalmente em pombos e outras aves

Enviado Direto da Redação
Até o momento da publicação desta matéria o Detran não confirmou as suspeitas

Até o momento da publicação desta matéria o Detran não confirmou as suspeitas

Foto: Divulgação


Por Tatiane Gomes*


A unidade do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran), no bairro de Neves, em São Gonçalo, foi interditada na manhã desta quarta-feira (15). De acordo com os funcionários do local, o motivo seria a suspeita de uma infestação de piolho de pombo.


Aqueles que precisaram utilizar ou tinham marcado a solicitação de documentos no órgão foram orientados por funcionários a se dirigirem aos postos de atendimento do bairro Rocha, também em São Gonçalo, ou do Niterói Shopping e do Fonseca. No entanto, foi informado que a entrega das identidades e do Seap (Carteira da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária) será realizada apenas na unidade do Niterói Shopping.


O piolho de pombo é um ectoparasita que vive em aves silvestres, principalmente em pombos, que causa irritação e coceira na pele como picadas de pernilongo, e pode aparecer em áreas isoladas do corpo ou espalhadas de forma generalizada. O contato com o ser humano tem efeitos similares a picadas de mosquitos ou outros insetos. O resultado são lesões na pele e coceiras, que precisam de tratamento.


O tratamento para a doença é feito com o acompanhamento de um dermatologista, que pode receitar desde pomadas para pele até o uso de medicação oral. 


Em nota, o Detran informou que "a unidade em São Gonçalo, localizada na Rua Oliveira Botelho, 167, bairro Neves, não terá expediente nessa quarta-feira, 15. O local, que oferece serviços de habilitação, identificação civil e registro de veículos, passará por manutenção e higienização. Os usuários que estavam agendados para realizar serviços de habilitação serão atendidos no posto no bairro do Rocha, localizado no mesmo município. A exceção é a prova eletrônica, que deverá ser reagendada para outras unidades que ofereçam o serviço. Os clientes que estavam agendados para os procedimentos de identificação civil foram contatados e remanejados para outros postos. Já os que estavam agendados para serviços de registro de veículos poderão retornar e em até cinco dias úteis sem necessidade de novo agendamento".


Estagiária sob supervisão de Cyntia Fonseca*

Veja também