Alunos do Dom Hélder apresentam feira sobre projetos sociais em São Gonçalo

Ação foi realizada hoje (8), dentro da instituição

Enviado Direto da Redação

Por Thalita Queiroz*


O Colégio de Aplicação Dom Hélder Câmara realizou nesta manhã (8), uma feira sobre instituições não governamentais  (ONGs) de São Gonçalo, permitindo que os alunos pudessem ter maior contato com as ações voluntárias da cidade. A iniciativa mobilizou jovens do 1º e 2º ano do ensino médio e foi idealizado pela coordenadora e professora Geiza Ronconi.


A professora explicou que durante todo o mês de outubro, os alunos foram a campo pesquisar sobre as instituições que iriam falar, temas como reciclagem e inclusão cultural ganharam vez no projeto.


“Cerca de seis instituições foram selecionadas para servirem de pesquisa e exposição neste dia. O 1º ano do ensino médio ficou responsável em fazer o primeiro contato com os voluntários que atuam diretamente com os projetos. Já o 2º ano do ensino médio fez um trabalho mais teórico, empenhado em buscar nas pesquisas como uma ONG poderia ser criada e qual é a estrutura ideal”, explicou Geiza.


A organizadora que está há mais de 25 anos na Colégio, contou com a ajuda de outros 76 alunos e três professoras, para tirar a ideia do papel.


“O nosso objetivo é abordar temas sobre exclusão das minorias e inclusão, além de conhecer alguns serviços que a cidade oferece”. 


A aluna Myllena Abreu, de 15 anos, falou da importância do projeto para os alunos.


“ Além de você conhecer os projetos sociais, ainda há a possibilidade de dar espaço e voz para eles”, diz ela que ficou responsável pela estande sobre a Escola de Música Analice, que trabalha com crianças com alguma deficiência e insere a música em sua rotina.


O projeto se estende até o final de novembro, quando os alunos envolvidos e professores irão até os locais   fazer a entrega de doação de alimentos, roupas e brinquedos.


"Arrecadamos esses material nos últimos dias e vamos no final de dezembro fazer a conclusão dessa ação tão importante para os alunos, para a escola e também para os projetos que estão junto da gente", disse Geiza. 


*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas 

Veja também