Mototaxista vira profissão legalizada no Rio, confira as regras!

Cerca de 100 mil profissionais devem ser beneficiados

Enviado Direto da Redação
Cerca de 100 mil profissionais devem ser beneficiados

Cerca de 100 mil profissionais devem ser beneficiados

Foto: Divulgação

O decreto que legaliza a profissão de mototaxista foi assinado ontem (5) pelo Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, e terá validade a partir de 90 dias após a publicação no Diário Oficial. O Sindicato dos Taxistas do Rio de Janeiro prevê que cerca de 100 mil profissionais sejam beneficiados na cidade, mas os mototaxistas precisam cumprir algumas regras após a regulamentação da lei.


Entre os pré requisitos estão: ter completado 21 anos até a data de requerimento de inscrição na profissão, ter CNH na categoria "A" por pelo menos dois anos com a inscrição 'Mototaxista' e estar aprovado no exame de curso profissionalizante. Cumprindo essas regras, o interessado deve realizar a inscrição no CADMOTO.Rio, um sistema da Secretaria Municipal de Transportes. 


Os mototaxistas devem possuir também dispositivos de proteção e alças metálicas para o apoio do passageiro, compartimento para acomodação de capacete e bagagem de mão, além do seguro de responsabilidade civil com cobertura por danos materiais e pessoais por morte e invalidez, no valor de R$ 5 mil cada.


De acordo com Crivella, esse decreto pode se comparar aos dos taxistas que têm o TAXI.RIO e fazem 25 mil corridas por dia no aplicativo, além de proporcionar outras conquistas como financiamentos a juros baixos para compra de veículos, como a dos caminhoneiros.

Veja também