Aposentado cria horta comunitária na Estrela do Norte, em São Gonçalo

O projeto uniu a vizinhança

Escrito por Redação 05/11/2019 13:34, atualizado em 05/11/2019 13:51
O projeto começou há três anos
O projeto começou há três anos . Foto: Leonardo Ferraz


Por Pâmela Dias*


Calçadas quebradas, canteiros mal conservados, ausência de lixeiras e buracos na pista. Esse é o cenário da Rua Presidente Dutra, no bairro de Estrela do Norte, em São Gonçalo, que gera incômodo e indignação na vizinhança, há alguns anos. Diante da desassistência social vivida pelos moradores, o aposentado Antônio Pinheiro, de 62 anos e morador da região há 50, teve a iniciativa de cultivar uma horta, plantando frutas e legumes no canteiro abandonado de mais de 30 metros da via.


O projeto do aposentado começou há três anos, após inúmeras tentativas de contato com a prefeitura para resolver os problemas. O mato alto e o acúmulo de lixo espalhado, deu lugar a uma plantação frutífera. Todos os dias, Antônio acorda às 6h e mobiliza a vizinhança para varrer a rua e iniciar o projeto de plantação. Segundo ele, na região não há o serviço de limpeza e nem vistoria para atender às demandas dos moradores.


A iniciativa solidária traz benefícios à região que vão além da estética: ela une os habitantes no propósito de cuidar do local onde moram. As sementes para a plantação dos alimentos são compradas pelo aposentado e também recebidas como doação dos vizinhos que o agradecem diariamente pelo feito. O cultivo varia entre tomate, cebola, capim santo, limão, abóbora e babosa, que são doados para moradores preparem suas refeições.


Nas redes sociais a iniciativa vem sendo bastante elogiada o que deu até um 'bela fama' ao aposentado. Sua horta viva, com muitos frutos, é a atividade que ele mais ama fazer todos os dias.


“Isso aqui pra mim é como uma terapia, eu molho as plantas, varro a rua e todo mundo me ajuda a cuidar da horta. As pessoas vêm pegar tomate para fazer salada e é uma alegria ver isso”, disse ele. 


*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas 

/O projeto começou há três anos
O projeto começou há três anos . Foto por Leonardo Ferraz
/O projeto começou há três anos
O projeto começou há três anos . Foto por Leonardo Ferraz
/O projeto começou há três anos
O projeto começou há três anos . Foto por Leonardo Ferraz

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas