Mãe e filha são atacadas por três cães da raça pitbull em São Gonçalo

A menina permanece internada

Escrito por Redação 16/10/2019 11:40, atualizado em 16/10/2019 11:12
A menina foi mordida na perna e a mãe está com ferimentos nas pernas e na mão direita
A menina foi mordida na perna e a mãe está com ferimentos nas pernas e na mão direita . Foto: Divulgação

Por Daniel Magalhães*


Luana Neves, 40 anos, e sua filha Luiza Neves, de 3, foram atacadas por três cachorros da raça pitbull na noite da última segunda-feira (14), no bairro Almerinda, em São Gonçalo. Luiza está internada no Hospital Estadual Alberto Torres e sua mãe a acompanha na enfermaria há dois dias.


Segundo testemunhas, Luana estava saindo da casa da sogra quando ela e sua filha foram surpreendidas por três pitbulls que estavam soltos na rua em que moram. A criança foi atacada na perna e a mãe foi mordida na mão direita e em ambas as coxas.


O ataque só foi impedido porque um motorista de aplicativo que passava pelo local viu a cena e jogou o carro  em cima dos cachorros. Em um áudio divulgado em grupos na internet, o motorista falou sobre o ocorrido.


"Eu vi uma mãe gritando socorro, socorro, me ajuda, minha filha. Quando eu fui ver, três pitbulls agarraram a garota, morderam a criança, a mãe se jogando em cima. Eu voltei de ré, joguei o carro em cima dos cachorros. Os cachorros arrastaram a criança. Fui em cima, encostei no cachorro e quando ele soltou, a mãe foi pegar a criança e quando ela foi colocar no carro, o cachorro mordeu ela.", disse o motorista após levar as duas ao hospital.


Segundo Roberta Neves, irmã de Luana, essa não foi a primeira vez que os mesmos cachorros atacaram alguém. Ela afirma que poucos dias atrás, outra criança tinha acabado de sair do hospital depois de ter sido atacada pelos mesmos cachorros.


Luana foi à delegacia para registrar a ocorrência, mas foi solicitada a voltar na sexta-feira (18), pois estava muito machucada. Já a filha seguirá internada no hospital por mais 7 dias.Há informações de que os cães foram sacrificados, porém ainda não confirmada. 


*Estagiário sob supervisão de Marcela Freitas 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas