Circuito Esportivo em São Gonçalo deverá ter obras retomadas no próximo semestre

Não há pessoas trabalhando no local há meses

Enviado Direto da Redação
Obras foram inciadas em 2018 mas estão parada há meses, o que preocupa os moradores

Obras foram inciadas em 2018 mas estão parada há meses, o que preocupa os moradores

Foto: Kiko Charret

Por Daniel Magalhães e Cyntia Fonseca


Após as inúmeras promessas de melhorias na mobilidade urbana de São Gonçalo, os moradores da cidade já não estão mais esperançosos de algum dia ter outras opções de transporte público para se locomover no município.


Para dar início as obras do então monotrilho que ligaria São Gonçalo e Niterói, um terreno na rua Adelaide Lima foi desapropriado e algumas famílias indenizadas. Com a descontinuidade do projeto do metrô, a prefeitura agora ocupa uma parte do espaço com obras de construção de um ‘Circuito Esportivo’.


A iniciativa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano tinha como objetivo oferecer mais uma área de lazer para os moradores do local. Porém, segundo comerciantes da rua, a obra está parada há meses.


“Essa obra está parada há mais ou menos dois meses. Ninguém veio mais aqui dar continuidade a obra”, disse Renato Pacheco, comerciante de 26 anos.


Os moradores também lamentam que, após tantas promessas como o metrô, o BRS e agora o circuito, o espaço continua vazio e sem aproveitamento.


“Isso aí poderia ser uma praça com aparelhos de academia para ter uma opção de lazer”, disse uma moradora que preferiu não se identificar.


Ainda segundo Renato, alguns moradores voltaram para o local. “Muitas famílias que receberam casa e indenização por conta da desapropriação estão morando aqui de novo. Pegaram o dinheiro e construíram casa por aqui”, relatou o comerciante.


Questionada sobre o custo e previsão de entrega da obra, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano de São Gonçalo afirmou que “as obras do circuito esportivo serão retomadas neste semestre. A previsão é que fiquem prontas até o início do próximo ano. As obras estão sendo feitas com recursos próprios da Prefeitura (funcionários e material)”.


Sobre o BRS, a secretaria diz que “o contrato para estudos e projetos para a implantação do BRS e ciclovia em São Gonçalo já está na quarta etapa. Apenas após o término e conclusão da elaboração dos projetos, será possível pleitear recursos para execução das obras”.

Veja também