Duas cidades da Região dos Lagos estão entre as que mais têm 'gatos'

Levantamento feito pela Enel também aponta Maricá e Campos dos Goytacazes no ranking

Enviado Direto da Redação
'Gatos' de energia são prejudiciais para o fornecimento do serviço e impactam no valor da conta, diz Enel

'Gatos' de energia são prejudiciais para o fornecimento do serviço e impactam no valor da conta, diz Enel

Foto: Divulgação


Quatro cidades do interior do Rio figuram na lista das que mais furtam energia elétrica em todo o Estado do Rio, segundo um levantamento feito pela Enel, concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica.


Araruama e Cabo Frio, na Região dos Lagos; Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense; e Maricá, na Região Metropolitana do Rio, estão entre as dez cidades onde os "gatos" são mais frequentes, de acordo com a empresa.


Segundo a Enel, Araruama está na quinta posição do ranking. Campos e Cabo Frio aparecem logo em seguida ocupando a sexta e sétima posição, respectivamente. Já o município de Maricá está na nona colocação.


A Enel informou que os “gatos” também prejudicam o fornecimento do serviço e impactam no valor da conta de luz, já que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) considera as perdas de cada distribuidora para calcular a tarifa de cada empresa.


Dessa forma, todos pagam pelo furto, de acordo com a Enel. Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, as ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica.


Denúncias sobre o furto de energia podem ser feitas pela internet ou pelo aplicativo com anonimato garantido.

Veja também