Secretaria Estadual de Saúde amplia atendimento à população de São Gonçalo e Niterói

Ao todo, foram mais de 150 mil pacientes atendidos nas três UPAs do estado na região

Escrito por Redação 13/07/2019 13:51, atualizado em 13/07/2019 13:40
Hospital Estadual Alberto Torres bateu recorde com mais de 410 mil exames e 50 mil atendimentos.
Hospital Estadual Alberto Torres bateu recorde com mais de 410 mil exames e 50 mil atendimentos. . Foto: Divulgação

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Santa Luzia e do Colubandê, em São Gonçalo, e a do Fonseca, em Niterói, atenderam juntas mais de 150 mil pacientes nos primeiros 180 dias deste ano. O Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), referência no socorro às vítimas de politraumatismos, também bateu recorde de atendimento no mesmo período, com a realização de mais de 410 mil exames, entre ressonância magnética, tomografia, raio x, eletrocardiograma, ecocardiograma, endoscopia, colonoscopia, sangue, urina, fezes entre outros.


Além dos exames, no HEAT, referência no atendimento a vítimas de politraumatismos no estado, foram mais de 50 mil atendimentos nos setores de urgência e emergência e ambulatório e Centro de Trauma, com a realização de mais de 6.500 cirurgias e 412.660 exames realizados, entre eles o de ressonância magnética e tomografia computadorizada.


Para o secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, as unidades, além de servirem aos moradores das duas cidades, atendem a região.


“Essas unidades são referência para milhões de pessoas. Apesar da crise de gestão e financeira que encontramos a saúde, estamos conseguindo, com gestão, ampliar o atendimento”, explica.


A dona de casa Rosilda Mirtes de Carvalho, de 61 anos, garante ser paciente assídua da UPA do Colubandê. 


“Sou hipertensa e diabética. Tomo a minha medicação certinha, mas às vezes da uma complicação e meus filhos me trazem até aqui, onde sempre sou muito bem tratada. O atendimento é muito bom. Não troco por nada”, garante a moradora de São Gonçalo.


As UPAs contam com consultórios de pediatria e clínica médica, além de laboratórios para a realização de exames e salas de raio-x, engessamento, sutura, medicação e nebulização, além de leitos de observação para adultos e crianças e sala com leitos para receber pacientes em estado grave até a remoção um hospital.


Como a dona Rosilda, outras 156.500 pessoas procuraram as UPAs do Governo do Estado em São Gonçalo e Niterói este ano. Os dados, compilados pelo Instituto Lagos Rio, organização que administra as unidades de urgência e emergência nestas cidades, somam 127.176 atendimentos na clínica médica, 25.380 na pediatria, 2.230 na odontologia, e 1.868 no serviço social.


Raphael Riodades, diretor do Complexo de Saúde, acredita que o saldo positivo é resultado de uma parceria de trabalho. 


“Na verdade, não tem segredo. O comprometimento e dedicação de todos os envolvidos gera o bom resultado da assistência e o cumprimento das metas pactuadas”.

/Hospital Estadual Alberto Torres bateu recorde com mais de 410 mil exames e 50 mil atendimentos.
Hospital Estadual Alberto Torres bateu recorde com mais de 410 mil exames e 50 mil atendimentos.. Foto por Divulgação
/Hospital Estadual Alberto Torres bateu recorde com mais de 410 mil exames e 50 mil atendimentos.
Hospital Estadual Alberto Torres bateu recorde com mais de 410 mil exames e 50 mil atendimentos.. Foto por Divulgação

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas