Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,3317 Euro up 5,5605
Search

Amigos de professor realizam 'vaquinha' para ajudá-lo a retomar rotina após doença

Objetivo principal é conseguir um carro adaptado

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 13 de julho de 2019 - 11:23
O professor de Química luta diariamente para voltar a realizar atividades básicas de sua vida
O professor de Química luta diariamente para voltar a realizar atividades básicas de sua vida -

A família do professor de química Jonas Ávila, de 36 anos, promove uma ‘vaquinha’ com o objetivo de arrecadar fundos para a compra de um carro adaptado que possa facilitar sua locomoção. Jonas vence diariamente mais uma etapa de seu tratamento, mas o veículo é necessário para que retome sua rotina diária.

Em dezembro de 2015, Jonas contraiu o zika vírus. No início de janeiro de 2016, desenvolveu a Síndrome de Guillain-Barré associada a encefalite e mielite transversa, ficando totalmente paralisado. Camilla Ávila, esposa de Jonas, conta que, quando o marido voltou do coma não tinha nenhum de seus movimentos.

“Ele ficou sem os movimentos do rosto. Depois conseguiu movimentar só o pescoço, mas a princípio só mexia os olhos. Ficou seis meses internado no CTI e quase seis na enfermaria tratando a doença e complicações por conta de infecções”, afirmou.

Desde que o diagnóstico foi descoberto, ele é tratado no Hospital Universitário Antônio Pedro e ainda realiza acompanhamentos na unidade.

Atualmente, Jonas luta para conseguir sua reabilitação motora. Por conta da síndrome, ele se encontra em um estágio chamado tetraparesia e recupera aos poucos os movimentos. Camilla explica que ele ainda precisa de auxílio nas atividades que precisa realizar. “Ele está recuperando o controle do tronco, e os movimento dos braços estão voltando aos poucos, mas ainda não são movimentos funcionais, pois não dão a ele independência”, contou.

O objetivo do carro adaptado é também proporcioná-lo uma melhor qualidade de vida.

“Queremos que ele tenha a possibilidade de voltar a estudar, desenvolver atividades e voltar a ter uma vida social. Nosso objetivo é que ele tenha a vida cada vez mais próxima do que ele tinha, mesmo dentro das limitações causadas pela condição dele”, explicou. Até o momento, já foram angariados cerca de R$ 30 mil, entre doações no site e ajudas diretas. O objetivo é chegar ao valor de R$ 50 mil.

Para ajudar na arrecadação do valor necessário, a família organiza com a ajuda da comunidade, da Paróquia Nossa Senhora das Neves e do padre Ricardo Dias um almoço beneficente, que acontecerá amanhã (14), cujos 400 convites já se esgotaram antecipadamente.

Quem quiser ajudar com doações para a vaquinha online, basta acessar o link (www.vaka.me/546964).

Matérias Relacionadas