Goleiro de 17 anos morre após bola bater no seu peito

Ramón Coronel teve parada cardíaca após episódio na Argentina

Enviado Direto da Redação
Ele chegou a ser levado para um hospital a 50 quilômetros de onde era realizado o jogo, mas não resistiu

Ele chegou a ser levado para um hospital a 50 quilômetros de onde era realizado o jogo, mas não resistiu

Foto: Reprodução


Um adolescente de 17 anos morreu durante uma partida de futebol na Argentina. De acordo com informações de um jornal de Santa Fé, Ramón Ismael Coronel sofreu uma parada cardíaca após defender uma cobrança de pênalti em jogo válido pela Liga Norteña, uma liga regional da província, localizada no centro-leste do país. O caso ocorreu na terça-feira (9). 


Ramón Coronel chegou a ser levado para o hospital na cidade de Reconquista, a 50 quilômetros de onde era realizado o jogo, mas chegou ao local já sem vida. Como não tinha ambulância no estádio, o pai do garoto foi quem levou o filho para o hospital. 


Em contato com a imprensa, Eduardo Coronel, pai do goleiro, reclamou da falta de estrutura na competição. “Não entendo como um jogo pode acontecer sem ambulância no local”, declarou.


A parada cardíaca teria ocorrido em decorrência de uma bolada no peito no momento da defesa do pênalti. Ele teria conseguido levantar para comemorar o lance, antes de cair no gramado. Ao perceber que o jovem não esboçava reação, atletas de ambas as equipes correram em sua direção e perceberam a gravidade do caso. Ele era defensor do Club Unión de Golondrina.

Veja também