Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,3190 Euro up 5,5331
Search

Aluno do Henrique Lage ganha medalha de ouro na Olimpíada de Matemática

Essa é terceira medalha de ouro do jovem na competição

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 09 de julho de 2019 - 09:02
Essa é terceira medalha de ouro do jovem na competição
Essa é terceira medalha de ouro do jovem na competição -

Morador do Barreto, em Niterói, Mauro Victor Ferreira, com apenas 15 anos, vai ganhar, na última quinta-feira (11), a sua terceira medalha na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O jovem conquistou o prêmio na avaliação de 2018, enquanto estudava na Faetec Henrique Lage, unidade onde cursou todo o seu Ensino Fundamental. No próximo domingo, ela embarca para Salvador, onde receberá a condecoração.

Na competição, concorreu com mais de 18 milhões de participantes. Mas o número não assusta Mauro, que já é um veterano na competição e há três anos participa da Olimpíada. Em 2015, ganhou medalha de bronze; em 2016, a medalha de ouro, e no ano passado, ficou mais uma vez com o primeiro lugar, onde a entrega da premiação está prevista para a cerimônia de premiação na capital baiana.

Mauro explicou com detalhes o processo de seleção para a olimpíada.

A primeira prova foi de múltipla escolha e eliminatória. Se aprovado, o candidato segue para a segunda fase com uma prova discursiva. Em seguida, o aluno ingressa em um curso de duração de um ano do Programa de Iniciação Científica da OBMEP. “Eu tive sorte que na Faetec os professores sempre influenciavam a gente e propunham projetos de estudos. Estudava de manhã e no começo da tarde eu fazia um curso intensivo de matemática. Eu amo resolver problemas de Lógica utilizando a matemática. Pretendo seguir nessa área e fazer faculdade de Ciências da Computação”, afirmou decidido Mauro.

Perguntado sobre dicas para os alunos iniciantes, Mauro diz: “Você pode estudar matemática de 15 a 30 minutos diários. O mais importante é não perder a oportunidade que o Ensino Público te dá, apesar de ser pouco valorizado no Brasil. O Ensino Público tem qualidade sim, se você se dedicar irá ganhar vários concursos, assim como eu. E sempre peço calma para os alunos da Faetec. A gente tem muitas dificuldades, mas com perseverança cada um chegará ao seu objetivo”, revelou o aluno competidor de Niterói.

Matérias Relacionadas