O descarte indevido de lixo se espalha por vários bairros de São Gonçalo

Equipe de O SÃO GONÇALO visitou alguns lugares

Escrito por Redação 05/07/2019 12:03, atualizado em 05/07/2019 10:43
No Jardim Alcântara, o ‘lixão’ clandestino invade as pistas da Rua Carlos Pascoal e Avenida Santa Luzia
No Jardim Alcântara, o ‘lixão’ clandestino invade as pistas da Rua Carlos Pascoal e Avenida Santa Luzia . Foto: Kiko Charret


Por Myllena Vianna 


O descarte irregular de lixo é um problema grave que a cidade de São Gonçalo enfrenta. Além da falta de comprometimento do poder público, a população ajuda a deixar o despejo irregular cada vez mais prejudicial, desencadeando outras questões como enchentes e inundações. Além disso, o ambiente fica propício para proliferação de animais que causam muitas doenças.


Na Rua Cuiabá, no bairro da Trindade, é possível ver que um terreno se transformou em um grande depósito de lixo. A equipe de O SÃO GONÇALO esteve no local e funcionários da Prefeitura faziam o trabalho de remoção dos entulhos. Além do despejo de lixo orgânico, diversos outros materiais são depositados no local e tem causado transtornos para os moradores, por conta do mau cheiro. No momento em que a equipe do órgão público limpava a área, um homem jogou um carrinho com diversos materiais no terreno.


“Trindade é uma fábrica de lixo. Nós trabalhamos para a remoção desses rejeitos e a população joga novamente. A manutenção acontece de mais ou menos 15 em 15 dias ou até menos. A própria população não ajuda na preservação e conservação do ambiente. No ano passado esse terreno foi cercado e tiraram até a cerca”, disse um funcionário da prefeitura que estava limpando a área.


O jardineiro Vinícius Anchieta, de 39 anos, afirma que o mau cheiro no local é intenso. “Constantemente a Prefeitura está aqui para limpar o local, mas muita gente que não é aqui da região vem só para jogar lixo. Além do mau cheiro e a quantidade de mosquito que tem aqui no fim da tarde”, afirmou o morador.

De acordo com o aposentado Hudson Carvalhaes, de 63 anos, uma vala que se formou no local é preocupante, pois a água fica vazando durante todo o dia. “É preocupante, pois a proliferação desses animais nocivos a nossa saúde pode causar diversas doenças graves”, contou.


Além de Trindade, outros bairros do município passam pelo mesmo problema: o descarte irregular desses materiais. Às margens da RJ-104, uma das rodovias mais importantes do estado, por exemplo, na altura do Jardim Catarina, um grande depósito de lixo se formou, onde pneus, embalagens de ração, rejeitos de material de construção e até um vaso sanitário podem ser encontrados em meio aos entulhos.


Já na Avenida Santa Luzia e na Rua Carlos Pascoal, em Jardim Alcântara, a quantidade de lixo acumulado é recorrente. A conscientização da sociedade em relação a esse problema é importante para amenizar os impactos e danos causados por esse tipo de atitude.


Em nota a A Subsecretaria de Fiscalização de Posturas informa que realiza trabalho constantemente de conscientização e informação para descarte correto de resíduos sólidos. Os proprietários dos terrenos não edificados e edificados são notificados/intimados a manter os terrenos limpos e murados. Quanto às multas aplicadas, são emitidas quando é identificado as pessoas responsáveis pelo descarte irregular. 

Caso seja constatado o flagrante, o contribuinte poderá ser multado em até 20 UFISG, o equivalente a R$718,00. Já os proprietários de terrenos baldios em até 50 UFISG, o equivalente a R$1795,00. Quando não se consegue localizar o proprietário  do terreno,a Subsecretaria encaminha um ofício ao cartório responsável pelo distrito, a fim de obter as informações necessárias para continuidade da ação.

A Subsecretaria de Limpeza Urbana, geralmente, não limpa áreas particulares, somente quando o lixo colocado emite mau cheiro ou tenha insetos e roedores que podem prejudicar os munícipes.Atualmente, a Subsecretaria de Limpeza Urbana possui dois programas, um de coleta de pneus (DISK PNEUS tel: 972196555) sem custo para a população e um programa de educação ambiental (LIXO COM AÇÃO) que estão levando para associações de bairros, escolas, entre outros.


*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas

/No Jardim Alcântara, o ‘lixão’ clandestino invade as pistas da Rua Carlos Pascoal e Avenida Santa Luzia
No Jardim Alcântara, o ‘lixão’ clandestino invade as pistas da Rua Carlos Pascoal e Avenida Santa Luzia. Foto por Kiko Charret
/Outro vazadouro clandestino se encontra às margens da RJ-104, na altura do Jardim Catarina
Outro vazadouro clandestino se encontra às margens da RJ-104, na altura do Jardim Catarina. Foto por Kiko Charret
/Hudson Carvalho e Vinicius Anchieta reclamam dos despejos
Hudson Carvalho e Vinicius Anchieta reclamam dos despejos. Foto por Kiko Charret
/ Terreno na Rua Cuiabá, na Trindade, é usado como vazadouro de lixo por moradores, segundo denúnciais. Ontem, operários da Prefeitura de São Gonçalo faziam a remoção do entulho com uma máquina
Terreno na Rua Cuiabá, na Trindade, é usado como vazadouro de lixo por moradores, segundo denúnciais. Ontem, operários da Prefeitura de São Gonçalo faziam a remoção do entulho com uma máquina. Foto por Kiko Charret

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas