Estudantes fazem 'vaquinha' para participar de olimpíada de matemática

Competição acontecerá na Ásia

Enviado Direto da Redação


Lugar de mulher é onde ela quiser e, se depender das meninas olímpicas do Colégio Estadual Matemático Joaquim Gomes, conhecido também como Instituto Brasil-China, elas vão para Taiwan, na Ásia.

As onze meninas vão representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Matemática, que acontece dos dias 4 a 9 de agosto no país asiático.

O convite, feito pelo próprio comitê olímpico,  surgiu após o desempenho das estudantes na prova do Matemática Sem Fronteiras, que lhes rendeu o terceiro lugar na competição.

As meninas atribuem o resultado à escola que foca no ensinamento das ciências exatas e o ensino didático que é oferecido, fazendo com que até alunos que não gostem de matemática, cultivem interesse pela matéria. Com isso, os alunos estão sempre com bom desempenho nas provas.

As meninas atribuem o resultado à escola, que foca no ensinamento das ciências exatas e o ensaio didático que é oferecido, fazendo com que até alunos que não gostem de matemática, cultivem interesse pela matéria. Com isso, os alunos estão sempre com bom desempenho nas provas.

As meninas acreditam que a ida ao evento é importante para mostrar o a capacidade do ensino público e das mulheres.

“Ir à Taiwan pode não só inspirar outras mulheres a entrar no ramo científico, mas mostrar do que as escolas públicas são capazes.”, relata Ester Clottz, umas das meninas olímpicas.

Com a competição, as meninas esperam grandes realizações. “Esperamos adquirir experiência na matemática e dar mais visibilidade para a capacidade das alunas da rede estadual de ensino. Além de ganhar, é claro.” completa Ester.

As estudantes estão organizando uma ‘vakinha’ virtual para arrecadar fundos para a viagem. “Temos apenas 15 dias para arrecadar o dinheiro e não estamos conseguindo.”, completa a estudante de 17 anos. Para contribuir visite o link: http://vaka.me/626703.

Veja também