Alerj realiza vistoria em aterro sanitário do Anaia, em São Gonçalo

Comissão de deputados esteve no local após denúncias de vazamento de chorume

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação

Depois de receber denúncias de vazamentos de chorume no Aterro Sanitário do Anaia, a Comissão de Saneamento Ambiental (COSAN) da Alerj realizou na última segunda-feira, 17, uma vistoria no local que tem incomodado os moradores da região com o intenso mau cheiro e proliferação de moscas. 


De acordo com Fernando Freittas, mobilizador social da comunidade, a visita resultará em um laudo e um diagnóstico real da infraestrutura do aterro e a relação com as comunidades próximas. Ele acrescenta: “A COSAN e a Alerj estão realizando o trabalho que deveria ser da Prefeitura, que é de cobrar das empresas manutenções e eficácia no tratamento do lixo do município”. Ainda segundo Fernando, as obras no aterro só irão avançar com a iniciativa da Prefeitura de São Gonçalo.


Daniel Marques, coordenador da COSAN ressaltou que acontecerão outras visitas ao aterro e requisitou uma série de documentos para verificar as condições de operação da Foxx Haztec, concessionária responsável pelo aterro. De acordo com Daniel, foram encontradas nove piscinas de chorume no interior da empresa. “Temos de estar atentos à tecnologia empregada, pois, caso ocorra algum imprevisto, a cidade não poderá ficar com um passivo ambiental dessa magnitude”, finalizou Daniel Marques.


De acordo com o coordenador, também foram enviadas às ruas equipes para investigar o vazamento de chorume que podem estar contaminando lençóis freáticos.


Questionada sobre o assunto, a Prefeitura ainda não se posicionou até o fechamento desta edição.

Veja também