Integrantes de time de futebol oferecem ajuda à ‘mãe guerreira’ de SG

Grupo foi até a casa de Ana Maria doar cesta básica

Enviado Direto da Redação

Neste sábado (18), o time de futebol Vermelho e Branco, formado por um grupo de amigos do Jardim Catarina em São Gonçalo, formado há 25 anos, se sensibilizou com a história da “mãe guerreira de São Gonçalo” após o jornal O São Gonçalo mostrar a realidade difícil que Ana Maria Gomes, de 58 anos, enfrenta com seus dois filhos, que tiveram uma convulsão compulsiva no início de suas vidas e hoje sofrem com restrições físicas mentais.


O grupo de amigos foi até a casa da família no Vila Três, em Alcântara, para levar uma cesta básica como forma de doação. “Nós vimos a história dela e tentamos arranjar um jeito de poder ajudar eles. Vamos doar todo mês uma cesta básica. A realidade deles é bem complicada mesmo e queremos ajudar de alguma forma”, afirmou Alex Pompeu, 40 anos, um dos diretores do time de futebol Vermelho e Branco.


Além da doação mensal da cesta básica, o grupo percebeu que a mãe, que trabalhava com costura, estava desempregada até então. Alex conta que havia uma máquina de costura na casa, porém estava quebrada e tiveram a ideia de comprar uma máquina profissional nova para que Ana Maria pudesse voltar a costurar para fora e conseguir pagar algumas despesas.


“Vamos nos mobilizar para conseguir a máquina de costura para essa mãe que luta tanto. Isso é uma forma de ajudar nos gastos mensais dos dois filhos”, disse o diretor do time Hoje, Ana Maria e seu marido estão desempregados e o pouco de renda que tem é através da venda de gelo filtrado.


Os gastos com os dois filhos com deficiência, Sueliton Damásio e Sueli Gomes, giram em torno de R$2,5 mil reais por mês. Esse valor é para conseguir pagar as despesas de fraldas, remédios e alimentação dos filhos.


Quem se interessar em ajudar a família de Ana Maria, pode entrar em contato através dos telefones (21) 98691-7417, (21) 96417-1825 e (21) 2706-2828. Para conhecer a realidade da família, pode visitá-los na casa, localizada na Rua Nestor Pinto Alves, n° 166 - fundos, no Vila Três, em São Gonçalo.

Veja também