Falta de guardas municipais gera um caos no trânsito de Niterói

Sem ações efetivas, cidade ‘perde seu sorriso’ com engarrafamentos

Enviado Direto da Redação
Sem ações efetivas, cidade ‘perde seu sorriso’ com engarrafamentos

Sem ações efetivas, cidade ‘perde seu sorriso’ com engarrafamentos

Foto: Kiko Charret


Por Myllena Vianna e Cyntia Fonseca


Quem trafega todos os dias pelas ruas da região central de Niterói enfrenta um congestionamento intenso durante qualquer horário. A situação se agrava principalmente na volta dos trabalhadores para casa, o famoso horário de ‘rush’.

Além da grande quantidade de veículos, a falta de organização no trânsito gera insatisfação a todos os motoristas que precisam passar diariamente pelas vias. Segundo eles, guardas civis municipais, que são responsáveis pela organização no trânsito, não são vistos nas ruas para auxiliar tanto os condutores quanto pedestres.

Ontem, a equipe de reportagem de O SÃO GONÇALO flagrou, em diversos momentos, carros estacionados irregularmente atrapalhando a passagem de pedestres nas calçadas das principais vias da cidade, como Alameda São Boaventura, no Fonseca e Avenida Ernani do Amaral Peixoto, no Centro.

Durante a passagem pela avenida foi possível observar que os únicos guardas municipais que estavam presentes na via no momento, acessavam o telefone celular. Em nota, a Prefeitura de Niterói respondeu que “a NitTrans realiza orientação e fiscalização do trânsito diariamente em todas as regiões da cidade, 24 horas por dia. Além do trabalho a pé, em todos os horários agentes e operadores contam com infraestrutura de moto-patrulhas, veículos operacionais e reboques. A cidade também conta com o sistema de controladores inteligentes”.

Veja também