Ator gonçalense Jó Siqueira passa por dificuldades após neurocirurgia

Ele teve um tumor no cérebro

Enviado Direto da Redação

Um dos maiores nomes do cenário artístico de São Gonçalo passa por um dos desafios mais difíceis de toda sua trajetória. Produtor cultural, ator e diretor, Jó Siqueira, de 55 anos, teve um tumor no cérebro e, sem poder exercer suas atividades, está sofrendo com dificuldades financeiras. Jó iniciou sua carreira em 1972, com 9 anos de idade, atuando em um monólogo no Instituto Santo Antônio, em Itaúna, seu bairro de origem. Desde então foram mais de 100 peças de teatro e 10 livros publicados, além de trabalhar ao lado de nomes consagrados, como Carlos Manga e Paulo Betti.


Em janeiro deste ano, ele foi diagnosticado com um meningioma que estava impregnado na região do lobo frontal, no cérebro. A cirurgia foi realizada no dia 22 do mesmo mês, no Instituto Paulo Nieneyer, referência em neurologia no Rio de Janeiro. Como sequelas, Jó teve seriamente comprometidos os movimentos do lado direito do corpo, o impedindo de exercer sua profissão.


“De imediato, nem acreditei que tinha operado e sobrevivido a algo assim. Foram 10 horas de uma cirurgia com altíssimo risco e 13 dias internado”, contou. Impedido de seguir sua carreira artística, ele ainda precisa cuidar de sua mãe, de 75 anos, que usa, permanentemente, uma bolsa de colostomia devido a problemas estomacais. No entanto, ele, que é pastor em uma igreja evangélica de Alcântara, se agarra em sua fé para seguir em frente” “Toda minha vida é dedicada à arte, mas também à fé. Eu creio no poder sobrenatural de Deus. A fé liberta o homem de seu mal pessoal. É algo diferente, vai muito além da fé que eu professo como pastor. É algo pessoal, que vem de dentro de mim”, disse.


Jó apela por ajuda neste momento delicado de sua vida. Seus gastos mensais com medicamentos são de cerca de R$ 1,5 mil. Interessados podem entrar em contato no número (21) 98514-7193 ou depositar qualquer quantia na conta poupança do Bradesco 6675092-2, agência 309-3. (Vitor d’Ávila e Cyntia Fonseca)

Veja também