Maricá terá novo canal para revitalizar a água da lagoa

Ação é para melhorar a oxigenação do sistema lagunar

Enviado Direto da Redação
O canal está dez centímetros acima do nível do espelho d’água, desde o início dos trabalhos, no último dia 31 de janeiro

O canal está dez centímetros acima do nível do espelho d’água, desde o início dos trabalhos, no último dia 31 de janeiro

Foto: Divulgação

Dez máquinas continuam movimentado a areia para entrada de água do mar na lagoa. O presidente da Somar, Renato Machado, e o secretário de Cidade Sustentável, Helter Ferreira, acompanham o trabalho de oxigenação do sistema lagunar.

Segundo o presidente da Somar, o canal está 10 cm acima do nível do espelho d’água desde o início dos trabalhos, no último dia 31.

“Já tinha considerado 10 cm ideal para oxigenação da lagoa. Conseguimos fazer muito peixe e camarão entrar na lagoa, tem uma renovação muito boa da água. Circulei hoje (sexta-feira) de São José a Ponta Negra e a gente percebe que todo lugar já tem água renovada, mas em alguns ainda não estão no nível ideal. Por isso, continuamos o trabalho e acredito que 15 cm seja suficiente para a oxigenação do sistema lagunar”, afirmou Renato Machado.

“Assim que atingir esse nível, a gente para e fica monitorando, mas se tiver nova estiagem, a gente retorna o trabalho”, adiantou.

Já o secretário de Cidade Sustentável disse que a abertura do canal foi fundamental para a recuperação do sistema lagunar. “Esse é o pulmão (lagoa da Barra) do nosso sistema lagunar e com essa estiagem toda, estava precisando deste respiro de águas novas. Essa abertura foi fundamental para a recuperação da lagoa. Isso é a vida lagunar voltando, com o pescado e oxigenação”, destacou Hélter Ferreira.

Veja também