Família procura por aposentada desaparecida em São Gonçalo

Mulher tem uma doença mental

Escrito por Redação 29/01/2019 08:30, atualizado em 29/01/2019 08:27
Rosana Chagas Ferreira, de 49 anos, está sumida há oito dias
Rosana Chagas Ferreira, de 49 anos, está sumida há oito dias . Foto: estagiario1

Samara Oliveira*

Há 12 dias a rotina de uma família mudou repentinamente após a aposentada Rosana Chagas Ferreira, de 49 anos, que sofre com esquizofrenia, sair de casa e não voltar mais, no Porto Novo, em São Gonçalo. Tudo aconteceu quando a enfermeira Rosângela Chagas Ferreira, de 46 e irmã de Rosana, saiu para o aniversário do sobrinho e deixou a irmã em casa, já que ela não participa deste tipo de comemoração por motivos religiosos.


“O aniversário foi perto de casa, dava para ir a pé. Ela estava bem e sempre soubemos que ela não comemora aniversários. Não imaginamos que ela sairia de casa para não voltar, isso nunca aconteceu. O médico nos explicou que a esquizofrenia dela é a pior que tem porque todo mundo acha que ela aparenta estar bem. Então ninguém aborda, ninguém acha que ela está em crise”, contou Rosângela.


Segundo a família, Rosana desenvolveu a doença em 2012 e melhorou com o tratamento, mas ainda  faz uso de remédio controlado e mudou o comportamento após se aposentar por invalidez, em maio de 2018.


“Ela ficou muito estranha. Meu irmão sempre a acompanha para ela receber, mas um dia desses ela pegou os documentos escondidos e foi sozinha. A gente está achando que alguém pode estar a influenciando", disse a irmã.


Familiares contaram também que a mãe da desaparecida,  de 73 anos, está sob efeito de calmantes desde o sumiço da filha, que fez a rotina dos outros filhos mudar completamente para cuidar da idosa.


Quem tiver informações sobre o paradeiro de Rosana, que foi vista pela última vez com um vestido cinza, deve entrar em contato pelos telefones (21) 96916-5918 ou 2712 1273  e falar com Rosângela. 


O caso está registrado na Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG).


* Sob supervisão de Dayse Alvarenga 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas