Jovem de Itaboraí precisa de uma nova cadeira de rodas especial

Mãe do rapaz faz uma 'vaquinha online' para arrecado os R$ 2,5 mil

Enviado Direto da Redação
 Diogo Victor Rosa dos Santos precisa de nova cadeira de rodas tetra para se locomover

Diogo Victor Rosa dos Santos precisa de nova cadeira de rodas tetra para se locomover

Foto: Leonardo Ferraz

Por Marcela Freitas 

Solidariedade não é apenas uma palavra com bonita sonoridade. Ela aquece também os corações mais aflitos na hora de desamparo. E, é em busca desta ajuda que a mãe do jovem Diogo Victor Rosa dos Santos, 19 anos, portador de paralisia cerebral, Claucia Rosa, 41, lançou uma vaquinha online para conseguir adquirir para ele, uma nova cadeira de rodas tetra.

Desde novembro, a dona de casa, moradora de Vila Brasil, em Itaboraí, acompanha diariamente o financiamento coletivo, na busca dos recursos. A cadeira custa atualmente R$ 2,5 mil e até o momento, a família conseguiu pouco mais de R$ 600.

“A primeira cadeira do Diogo foi conquistada também através de doação, mas está pequena para ele. Para se locomover e não comprometer as articulações e necessária uma maior. Mas não tenho como comprar. Recebo apenas o benefício do Diogo que mal dá para comprar as coisas dele. Meu pai e meu filho mais velho me ajudam, já que não posso trabalhar porque a atenção com ele tem que ser integral”, contou.

O sorridente Diogo, não fala, mas compreende tudo o que é falado e respondeu afirmativamente com seu belo sorriso, que precisa da cadeira para ir a escola encontrar suas “namoradas”.


“Ele gosta muito de ir à escola e faz um bem danado a ele. A cadeira nos ajudaria na locomoção diária e, é por isso, que resolvi fazer essa vaquinha. Quero dar mais dignidade ao meu filho, na sua qualidade de vida”, contou Claucia.


Quem puder ajudar o Diogo o financiamento coletivo está disponível no link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/cadeiras-de-rodas-pra-diogo ou é possível também fazer depósito na conta de poupança de sua mãe: Caixa 4376 013 00009387-2 em nome de Claucia Rosa Santos. Para mais informações basta ligar 96983-8445 ou 98317-1835

Veja também