São Gonçalo recebe doação para conserto de ruas enquanto as rodovias estão abandonadas

RJ-106 e 104 estão com muitas crateras

Enviado Direto da Redação
Mas nem mesmo com tanto material doado, vias principais da cidade têm diversas crateras

Mas nem mesmo com tanto material doado, vias principais da cidade têm diversas crateras

Foto: Julio Diniz

Por: Marcela Freitas

Quem trafega pelas RJs 104 e RJ 106 sabe dos perigos e transtornos que sofrem os motoristas, na tentativa de evitar acidentes. Em estado de abandono as duas rodovias estaduais estão com muito mato, falta de iluminação e os temidos buracos.

Na manhã de ontem, O SÃO GONÇALO esteve no Arsenal, bairro cortado pela RJ 106, e Coelho, na RJ 104, e nos dois locais flagrados imensas crateras que trazem riscos à vida.

O que causa estranheza agora não é o estado de abandono das duas rodovias, já “velha conhecida da população” mas o o fato do governo do Estado, através da Fundação de Estradas e Rodagens (Funderj), ter doado à Prefeitura de São Gonçalo uma grande quantidade de cimento asfáltico, mais precisamente 80.370 quilos.

A pergunta que fica é o que explica esse gesto de solidariedade? Por que o Governo do Estado doa asfalto para obras de recuperação de logradouros do município se eles não são capazes de cuidar de suas próprias rodovias?

A doação, publicada em Diário Oficial, em 5 de novembro, causou surpresa ao motorista de coletivo Antonio de Lima, de 52 anos.

“Nós que cruzamos essas rodovias todos os dias mantemos a atenção redobrada porque a cada dia é um novo buraco. Sou morador de São Gonçalo, e as ruas também precisam muito de uma pavimentação melhor, mas como podem doar algo que falta para as rodovias que é justamente o asfalto?”, questionou Antônio.

E mesmo com a doação recebida, as ruas de São Gonçalo continuam esburacadas. E não é preciso ir longe, para observar a falta de cuidado da gestão municipal com a cidade.

Na Rua Alfredo Backer, por exemplo, “coração” do Alcântara, um imenso buraco causado pelo afundamento do solo tem danificado muitos veículos.

“Tenho muita pena dos motoristas que acabam arrastando o fundo dos veículos nesse buraco. Toda hora, escuto da minha casa o barulho dos carros caindo. Me compadeço porque penso no prejuízo deles. Além disso, tem muita poeira, e todos os dias preciso varrer aqui na frente”, contou a dona de casa Iraci Regina Santos, 64.

Respostas - Em nota, a Prefeitura informou que “a parceria foi concretizada através de conversas e reuniões desde março de 2017, com representantes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), buscando driblar os problemas financeiros enfrentados desde o início do governo, sem necessidade de contrapartida. O material já está sendo empregado em diversos bairros do município, através de operação tapa-buracos. Nesta quinta-feira, equipes atuaram no Jardim Catarina, Mutuapira, Porto Novo e Porto da Pedra”.

Sobre os buracos na Rua Alfredo Bracker, a Prefeitura disse que “a solicitação foi encaminhada ao setor responsável para que os reparos necessários sejam realizados”.

O DER, por sua vez, não enviou resposta a OSG para explicar os motivos, valores e outros detalhes da doação à Prefeitura de São Gonçalo até o fechamento desta edição.

Veja também