Ciclistas pedem ciclovias em São Gonçalo

Grupo quer diálogo com o Executivo para ter mais mobilidade e acessibilidade

Enviado Direto da Redação
Atualmente, quem anda de bicicleta pela cidade tem que usar as mesmas vias dos veículos

Atualmente, quem anda de bicicleta pela cidade tem que usar as mesmas vias dos veículos

Foto: Divulgação

Por Marcela Freitas

Não há como se pensar em melhorias na mobilidade urbana sem planejar caminhos cicloviários para uma cidade. É isso o que afirma o coordenador da União Gonçalense de Ciclistas (UGC), Charles Gomes, de 44 anos, que há muitos anos luta junto a gestão municipal para que a bicicleta deixe de ser pensada somente como um meio de lazer e seja pensada como transporte público, suficiente para mitigar os problemas com mobilidade e sustentabilidade de uma cidade.

Segundo Charles, a implantação de ciclovias é de responsabilidade de cada município com mais de 20 mil habitantes. “Nós defendemos um plano de mobilidade urbana. Através desse plano, teremos estudos e planejamento para oferecer uma estrutura cicloviária dentro do espaço de nossa cidade. A atual gestão tem que entender que bicicleta não é só um meio de lazer, mas de transporte”, contou.

De acordo com Charles, a atual gestão não dialoga com os principais interessados e possui um discurso pronto para construção de ciclovias, que é difícil de sair do papel. “Em outubro, tivemos uma audiência pública sobre a infraestrutura cicloviária na cidade e, infelizmente, não tivemos a participação de ninguém do Executivo. A atual gestão tem discurso pronto de estudos de BRS, ciclovia de Neves a Guaxindiba, mas tudo isso é sem a nossa participação. Teríamos muito a contribuir”, afirmou.

Segundo estudos da UGC, a cada uma hora, cerca de 40 pessoas (30 homens e 10 mulheres) trafegam pela Rua Presidente Kennedy, no Centro, de bicicleta. “O governo fala que o ciclista tem como espaço, a Rua Jaime Figueiredo. Mas essa área foi criada sem o menor planejamento e enxerga a bicicleta como meio de lazer e não de transporte. Queremos uma cidade com mobilidade urbana e acessibilidade”, afirmou.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de São Gonçalo informou que os ciclistas contam com a Rua Jaime Figueiredo, conhecida como Rua da Caminhada, no Camarão, para realizar atividades ciclísticas. A Prefeitura também conseguiu firmar convênio com o Ministério das Cidades para realização de estudos para o projeto de BRS e ciclovia, ligando os bairros Neves a Guaxindiba. O município está aguardando liberação do recurso para início do projeto.

Veja também