Peixeiros esperam aumento nas vendas na Semana Santa

Preços dos pescados não subiram em relação ao feriado do ano passado

Escrito por Redação 27/03/2018 18:19, atualizado em 27/03/2018 09:35
>> Comerciantes do Mercado de Peixes São Pedro já estão preparados para o aumento da demanda que todos os anos, é registrado durante a semana santa
>> Comerciantes do Mercado de Peixes São Pedro já estão preparados para o aumento da demanda que todos os anos, é registrado durante a semana santa . Foto: Leonardo Ferraz



O primeiro dia útil da Semana Santa foi dedicado por centenas de pessoas para as compras de pescados fresquinhos no Mercado de Peixes São Pedro, em Niterói, que serão servidos no almoço da próxima sexta-feira. A expectativa dos comerciantes é de que os preços se mantenham semelhantes ao mesmo período do ano passado.



O professor Delgado Goulart da Cunha, de 52 anos, comprou linguado. “É um peixe que gosto. É um pouco mais caro, mas quero fazer um almoço mais caprichado”, contou Delgado. Já o encarregado de departamento pessoal, Erivelton Souza, 34; e a depiladora Ângela Costa, 32, disseram que não sentiram diferença nos preços em relação ao ano passado. “Compramos namorado e camarão. O preço está a mesma coisa do ano passado”, declarou a depiladora.



Os comerciantes apostam que as vendas dos peixes se manterão semelhantes ao ano passado. Isso porque, segundo eles, os preços não subiram em relação a semana santa do ano passado.



Proprietário da Peixaria do Guimarães, Gilberto Guimarães, 44, contou que o peixe que mais sai na banca é a corvina, devido ao custo benefício. Porém, ele alertou: quanto antes, mais barato estarão os pescados. 



“A corvina está R$15 hoje (ontem), porém até sexta-feira, ela deve ficar na faixa dos R$18. O bom é que o cliente antecipe as compras, porque, além do preço, os consumidores poderão escolher peixes mais frescos e terão tempo hábil para esperar que o vendedor limpe o peixe, para que consigamos atender da melhor maneira possível”, disse Gilberto. 



Já na peixaria do Chiquinho, além da corvina e da sardinha, o namorado é outra opção entre os mais vendidos. O funcionário Alexandre Souza, 43, disse que as vendas já melhoraram. “Os preços estão muito bons, o que impulsiona muito as vendas. Aqui, temos sardinha por R$12 e a nossa previsão é de que fique ainda mais barata”, contou.



Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas