Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,2307 Euro up 5,4781
Search

Criança com doença rara precisa de ajuda

Pais do bebê necessitam de auxilio para custear tratamento

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 23 de março de 2018 - 09:40
Pais pedem ajuda para o tratamento do bebê Luís Edésio
Pais pedem ajuda para o tratamento do bebê Luís Edésio -

Por Thiago Soares

Depois de receberem o diagnóstico de que o filho de cinco meses é portador de uma doença rara, a Síndrome de West, um casal gonçalense tem vivido o drama de buscar recursos para o tratamento do bebê. No entanto, como não possuem emprego formal, André Luiz Miranda da Silva, 38, e Mayara Dourado Simas Miranda, 29, contam com a solidariedade de amigos.

De acordo com o pai da criança, ele e a esposa começaram a perceber que havia algo de errado com o bebê durante o Carnaval. Foi nesta época que o casal prestou atenção nos espasmos que o filho sofria e resolveu levá-lo ao médico. “Percebemos que ele jogava os braços para o lado e depois fazia um movimento para frente, sempre acompanhado de um grito de dor. Após percebermos isso, procuramos diversas unidades de saúde. Conseguimos o diagnóstico correto em um consultório particular”, explicou Luiz.

Mesmo com a certeza da doença que o filho possui, o casal ainda não conseguiu dar início ao tratamento sugerido pela médico. O motivo é o custo do remédio Synacthen 1mg, que chega ao valor de R$450 e ainda necessita ser importado por não existir Brasil.

“Nós já gastamos, em média, R$ 450 ao mês com o remédio Sabril 500g. Este deveria ser doado pelo governo do estado, mas eles pediram 60 dias para avaliar meu pedido. Mas para este outro, que deve ser importado, é mais difícil. Inicialmente, precisamos de quatro ampolas e isso vai passar de R$ 1,7 mil, mas essa quantidade ainda pode aumentar”, disse.

O problema cresce ainda mais porque quanto mais rápido for iniciado o tratamento, mais eficaz ele pode ser, diminuindo a chance de sequelas na criança. “O que nós queremos é tentar diminuir as sequelas, até zerar essa chance se for possível. Mas, infelizmente, sozinhos, não temos condições”, disse a mãe da criança.

Amigos já começaram a ajudar o pequeno Luís, e no dia 8 de abril será realizada uma feijoada no Clube Tamoio, no Porto da Pedra, para arrecadar fundos para o casal. A entrada no evento custa R$15 e dá direito ao prato do dia. “Esse evento foi organizado por duas amigas. Tudo que terá na festa é doação”, disse Luiz.

Quem tiver interesse em ajudar, pode depositar qualquer quantia diretamente no Banco Itaú, Ag: 6340, Cc: 19865-1, CPF 083111257-32, em nome de André Silva. Ou na Caixa Econômica Federal (CEF), Ag 0889 - Op 013 - Cp 31813-9, CPF 130431417-09, em nome de Mayara Dourado. E se preferir, basta entrar em contato direto com o casal através do número 99797-5624.

O que é - A Síndrome de West é uma doença rara caracterizada por crises epiléticas frequentes, sendo mais comum entre os meninos e que começa a se manifestar durante o primeiro ano de vida do bebê. Geralmente as primeiras crises acontecem entre os 3 e 5 meses de vida, embora o diagnóstico possa ser feito até os 12 meses.

Matérias Relacionadas