Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,2536 Euro down 5,5031
Search

Usuária faz abaixo-assinado para reivindicar melhorias no INSS

Gonçalense quer entregar assinaturas ao ministro responsável, em Brasília

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 16 de março de 2018 - 08:48
Helaine tomou a iniciativa após a mãe passar por dificuldades na agência de São Gonçalo
Helaine tomou a iniciativa após a mãe passar por dificuldades na agência de São Gonçalo -

Por Thiago Soares

Cansada de ver a peregrinação que sua mãe necessita fazer para conseguir um atendimento digno na agência do INSS, em São Gonçalo, a estudante Helaine Araújo, de 34 anos, decidiu buscar soluções para o problema e criou um abaixo-assinado online para cobrar providências do Ministério do Desenvolvimento Social. Durante essa ‘briga’, que começou em janeiro, a jovem realizou diversas pesquisas e constatou que a falta de pessoal e a contratação de mão de obra barata são os principais fatores para a baixa qualidade do serviço.

“Minha mãe ia resolver problemas no INSS e eu via que sempre tinha alguma dificuldade. Algumas vezes, eu a acompanhei e comecei a observar e detectar o que acontecia. Como eu sempre fui muito inquieta, procurei saber como fazer o abaixo-assinado e vi que era algo simples. A partir disso, comecei a colher mais informações sobre o assunto e descobri que falta pessoal, mas existe um concurso ainda em validade e quem passou não é chamado”, disse.

Cada vez mais envolvida no assunto, Helaine conseguiu contactar até quem realizou o concurso público em 2015. No meio do processo, ela descobriu que existe uma nota técnica feita pelo INSS que busca extinguir os problemas encontrados por ela.

“Em meio a tudo isso, procurei outras pessoas, fui fazendo contatos e descobri que existe uma nota técnica solicitando a contratação de milhares de funcionários. Só que essa nota está parada no ministério e depende dos ministros para seguir em frente”, explicou.

Helaine critica também a tentativa do INSS de solucionar o problema do atendimento com o serviço online. De acordo com ela, a grande maioria dos usuários do Instituto é idoso e pessoas com todo tipo de dificuldades e teriam grandes problemas em se ambientar com um computador.

"Não acho que seja a solução. A minhã mãe, por exemplo, não iria conseguir utilizar. E acho que a maioria dos usuários também. Seria, na verdade, um facilitador de fraudes”, criticou.

O abaixo-assinado, iniciado em janeiro, já ultrapassou as 10 mil assinaturas e vai crescendo a cada dia. A idealizadora do ato tem uma grande ambição até o mês de abril: entregar o documento nas mãos do Ministro do Desenvolvimento Social. “Estamos com 13 mil assinaturas. O objetivo é conseguir um encontro com os ministros em Brasília para que possamos entregar esse ato para eles”, contou.

Para fazer parte do movimento e assinar o ato, basta acessar o link https://www.change.org/p/melhorar-e-agilizar-o-atendimento-ao-cidad%C3%A3o-nas-ag%C3%AAncias-do-inss. A assessoria de imprensa do INSS informou que o instituto solicita a recomposição de sua força de trabalho junto ao Ministério do Planejamento.

Matérias Relacionadas