São Gonçalo terá de esperar ainda mais para ter estação das Barcas

Edital de concessão pede, mais uma vez, estudo técnico para estação São Gonçalo-Praça XV

Escrito por Redação 02/03/2018 11:31, atualizado em 02/03/2018 11:29
O Fórum de Acompanhamento do Orçamento de São Gonçalo disse que vai continuar lutando
O Fórum de Acompanhamento do Orçamento de São Gonçalo disse que vai continuar lutando . Foto: Leonardo Ferraz

Por Daniela Scaffo e Kharine Backer

A certeza de ter uma estação com embarcações ligando São Gonçalo à Praça XV está mais distante. Após 20 anos de espera, o Conselho Estadual de Transportes e Logística decidiu que, mais uma vez, a nova concessionária deverá fazer um estudo técnico para a implantação da linha de barcas São Gonçalo-Praça XV.

O secretário de Estado de Transportes, Rodrigo Vieira, explicou que a nova concessionária responsável pelas barcas será obrigada a apresentar, no prazo de um ano a contar da assinatura do contrato, estudos de viabilidade para a implantação de linhas. Ainda de acordo com a secretaria, caso os estudos indiquem a viabilidade técnica, econômica, financeira e ambiental, o poder responsável irá autorizar imediatamente a implantação pela concessionária.

O deputado Flávio Serafini (Psol), que esteve na reunião do conselho, informou que a apresentação da licitação o preocupou bastante. “A resposta da secretaria sobre São Gonçalo foi muito contraditória. Eles disseram que todos os estudos que o governo possui apontam para a inviabilidade da linha Rio-São Gonçalo. Mas que o edital, ao determinar que a empresa terá um ano para apresentar estudos, abre a possibilidade de, a partir da experiência da administradora, encontrarem um forma de tornar sustentável tal investimento”.

O também deputado Gilberto Palmares (PT) esteve na reunião e foi contra a decisão. “Quem garante que esse estudo será mesmo realizado? E, se for, quem garante que ele concluirá pela viabilidade da linha? Desde o primeiro edital, em 1998, está estabelecida a obrigação de implantar essa linha. Isso nunca foi respeitado”, afirmou Palmares.

Membro do Fórum de Acompanhamento do Orçamento de São Gonçalo, Luciana Araújo, disse que o grupo continuará fazendo reuniões às quintas-feiras, às 18h, no Clube de Engenharia, que fica no Centro do Rio, para dar continuidade com os estudos de viabilidade para barcas ligando São Gonçalo ao Rio. “Iremos buscar o apoio necessário, como a Frente Popular Estadual Pró Barcas, porque sem ajuda parlamentar não iremos conseguir”, explicou Luciana.

As quase 2,5 mil assinaturas conquistadas pelo fórum foram entregues na Setrans na última sexta-feira. “Fizemos uma pressão popular e vamos continuar a luta. Estamos, há quase 20 anos, esperando uma licitação”, declarou.

O vereador de São Gonçalo, Alexandre Gomes, disse que o que o Governo do Estado está fazendo é falta de respeito à população e desinteresse para implantação da linha barcas São Gonçalo-Praça XV. “Entra governo e sai governo e sempre os estudos técnicos mostram falta de viabilidade. Acreditamos ser falta de vontade política a realização de tão importante projeto para a cidade”.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas