Moradores sofrem com falta de coleta de lixo no Paraíso em São Gonçalo

Detritos se acumulam após evento de samba

Escrito por Redação 18/01/2018 09:28, atualizado em 18/01/2018 08:59
>> O bairro Paraíso recebeu um evento de samba e logo depois, a sujeira se espalhou no bairro
>> O bairro Paraíso recebeu um evento de samba e logo depois, a sujeira se espalhou no bairro . Foto: JD



No último domingo (14), o bairro do Paraíso recebeu um evento de samba na Rua Francisco Portela. Passada a folia, o que se vê é uma montanha de lixos, ao redor da Praça dos Ex-Combatentes e na rua paralela, a Jaime de Figueiredo. A empresa responsável pela coleta, a Marquise S/A, não teria recolhido o material e basta andar pouco pelo espaço para encontrar copos plásticos, sacolas e outros materiais perecíveis ainda espalhados pelo local.


E não é só esse este ponto do bairro que a população sofre. Na Travessa Alberto de Souza, em um dos acessos ao Morro do Feijão, os moradores ficaram duas semanas sem a coleta, que só foi normalizada na manhã de ontem. “Nos só temos deveres e não direitos. O IPTU chega direitinho nas nossas casas, mas os serviços fazem um caminho contrário. Essa cidade está abandonada”, reclamou o motorista Wilton Cunha, 52 anos.


Por nota, a a Subsecretaria de Limpeza Urbana informa que a coleta referente ao evento do final de semana foi feita na segunda-feira, pela manhã, na Rua Doutor Francisco Portela e Praça dos Ex-combatentes. A coleta em todo bairro Paraíso ocorre às segundas, quartas e sextas. Na Francisco Portela ela é feita diariamente.


A Rua Jaime Figueiredo também recebe coleta, em toda sua extensão, às segundas, quartas e sextas, no turno noturno, e aos domingos, pelo carro compactador.



Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas