Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2538 | Euro R$ 5,5963
Search

São Gonçalo alia sustentabilidade e mobilidade com construção de mais de 22km de ciclovias

Ciclorrota, no Colubandê, e corredor do MUVI serão alternativas ao trânsito da cidade

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 21 de março de 2024 - 10:05
No Colubandê, a ciclorrota está em fase de construção
No Colubandê, a ciclorrota está em fase de construção -

Para servir de alternativa aos carros e melhorar a mobilidade, as bicicletas estão ganhando cada vez mais espaço dentro do cenário urbano das cidades. Econômicas, leves, rápidas e estilosas, o meio de transporte já virou rotina no vaivém caótico do trânsito.

Em São Gonçalo, elas vão ganhar, em breve, mais de 22km de pista exclusiva, proporcionando mais segurança para quem se locomove com as duas rodas. São os primeiros quilômetros do equipamento instalado na cidade.

No Colubandê, a ciclorrota está em fase de construção, onde o Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades, em parceria com a Prefeitura de São Gonçalo, está investindo mais de R$12 milhões na instalação do equipamento. Serão 4,4km de pista sinalizada, ligando o bairro Raul Veiga à Praça Getúlio Vargas, no Rocha.


Leia também: 

Artistas com Down contrariam previsões e viram inspirações

São Gonçalo divulga calendário para vistoria de transporte escolar


Parte do trecho entre a rua Joaquim Dias, no bairro do Colubandê, até a altura do número 238 da Avenida Jornalista Roberto Marinho, já está sendo utilizada pelos ciclistas.

“Trabalho em Manilha e moro aqui no Colubandê. Passo por aqui todos os dias. Está ótimo, mas vai melhorar mais depois que tiver pronto. Mais segurança pra gente conseguir pedalar nesse trânsito”,

Comemora Carlos Alberto Oliveira, 42, enquanto seguia pela via.

Além da ciclovia, o projeto também engloba calçamento e passeio público novos, área verde e de convivência. A previsão de entrega é para o segundo semestre deste ano.

MUVI

Com investimentos de quase R$280 milhões, as intervenções do MUVI também incluem a criação de 18km de ciclovia que vai passar por toda a extensão do trecho.

O MUVI consiste na construção de um corredor viário com 32 estações, cortando 13 bairros em 18km de extensão, ligando o bairro de Neves a Guaxindiba. O corredor expresso contará ainda com espaço moderno, urbanizado, e áreas de lazer. A previsão é que o projeto seja entregue ainda este ano.

Matérias Relacionadas