Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9953 | Euro R$ 5,4069
Search

SSP Transmissora: Mais energia, mais progresso, mais empregos para São Gonçalo e região

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 15 de fevereiro de 2024 - 15:09
Projeto quer levar energia das usinas solares do sul de Minas Gerais para a região de São Gonçalo, Niterói e Magé
Projeto quer levar energia das usinas solares do sul de Minas Gerais para a região de São Gonçalo, Niterói e Magé -

A SSP Transmissora é uma concessionária de Serviço Público de transmissão de energia com o objetivo de construir duas linhas de transmissão e uma subestação solicitadas pelo Governo Federal nas regiões de São Gonçalo, Tanguá, Itaboraí e Cachoeiras de Macacu. O motivo da construção do projeto é levar energia das usinas solares do sul de Minas Gerais para a região de São Gonçalo, Niterói e Magé, conforme estudo da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) disponível em https://linktr.ee/ssptransmissora. A SSP não vende energia, o que é responsabilidade da distribuidora, não havendo relação entre as empresas. A SSP somente capta no ponto de origem (Subestação Comperj) e entrega no ponto de destino (Subestação Sete Pontes).

A empresa disponibiliza um número gratuito de telefone, o 0800 883 6206, além do e-mail ouvidoria@dosselambiental.com.br para que a população tire quantas dúvidas forem necessárias.

Você sabia:

1 - Que São Gonçalo e região sofrem atualmente com escassez de energia elétrica? Que a capacidade instalada hoje é de 1,2GW e o projeto ampliará para 2,0GW, possibilitando que a distribuidora faça chegar com mais qualidade energia nas casas, comércios e indústrias?

2 – Que as linhas de transmissão e subestações são projetadas e construídas seguindo as mais rigorosas determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS), órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) e que não provocam nenhum tipo de doença, sendo que diversos estudos já foram realizados nos últimos 50 anos e nunca associaram qualquer tipo de doença às infraestruturas de energia? Veja os estudos disponibilizados pela OMS no link: https://linktr.ee/ssptransmissora. O campo elétrico causado pela linha é 4 vezes menor que o limite de lei e o campo magnético é 8 vezes menor que o limite da lei.

3 – Que as linhas de transmissão e subestações construídas são concessões públicas totalmente reguladas pelo Governo Federal e pelos Órgãos Ambientais?

4 – Que o projeto da SSP foi declarado como estratégico pelo Governador do Estado do Rio de Janeiro em 2023, publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro sob processo SEI 220012/000732/2022?

5 – Que a cada árvore eventualmente cortada outras serão plantadas conforme legislação vigente?

Imagem ilustrativa da imagem SSP Transmissora: Mais energia, mais progresso, mais empregos para São Gonçalo e região

Você sabia:

6 – Que com a construção do projeto mais empregos poderão ser gerados na cidade com a instalação de novas indústrias, coisa que é impossível no atual momento devido à limitação de energia? A SSP duplicará a capacidade de atendimento.

7 – Que os proprietários serão informados sobre a execução dos trabalhos em sua propriedade, os procedimentos a serem adotados em função da instalação da linha de transmissão e sobre as etapas da obra? Não se entra em nenhuma propriedade sem autorização por escrito do proprietário.

8 – Que a implantação da linha de transmissão não determina a necessidade de desapropriação do imóvel, mas a adequação do uso da propriedade na área da faixa de passagem, cujos limites ficam estabelecidos em Escritura Pública e/ou Contrato Particular, conforme critérios técnicos e legais, que fixa condições básicas para o projeto da linha de transmissão de energia, de modo a garantir níveis mínimos de segurança?

9 – Que o proprietário permanece com a propriedade, ou seja, não perde o direito do imóvel, mas passa a existir algumas restrições de uso, motivo pelo qual é realizado uma compensação financeira seguindo normas legais?

10 – Que os proprietários serão indenizados por eventuais danos causados pelos trabalhos de implantação do empreendimento? Esses danos serão levantados e indenizados na medida que forem ocorrendo de acordo com a etapa da obra.

11 – Que em situações necessárias de realocação das famílias interferidas pela linhas de transmissão, as famílias serão remanejadas através da indenização prévia, justa e em dinheiro, e a SSP irá realizar o monitoramento das famílias remanejadas visando verificar se as condições de vida estão iguais ou melhores em relação à situação anterior ao remanejamento?

Matérias Relacionadas