Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Quase 1 mil celulares já foram bloqueados no RJ com o novo aplicativo do governo

Rio de Janeiro só foi superado por São Paulo em número de acionamentos no País

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 03 de janeiro de 2024 - 10:53
A ferramenta já recebeu 7.005 alertas de usuários referentes a perda, roubo ou furto de aparelhos
A ferramenta já recebeu 7.005 alertas de usuários referentes a perda, roubo ou furto de aparelhos -

O novo aplicativo do Governo Federal já bloqueou 917 celulares no Estado do Rio desde que foi lançado. O app Celular Seguro, disponível há apenas 15 dias, foi feito para que vítimas de furtos, perdas ou roubos possam bloquear seus aparelhos de forma mais fácil.

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o Rio de Janeiro foi o segundo estado com o maior número de bloqueios de aparelhos celulares, ficando atrás apenas de São Paulo, que teve 1.938 acionamentos. Logo após o Estado do Rio ficou Pernambuco, com 592 bloqueios. Roubo tem sido a maior causa para os acionamentos feitos pelo aplicativo.


Leia também:

➢ Aplicativo do governo vai agilizar bloqueio de celular roubado

➢ Novo golpe do Pix: Saiba como se proteger do vírus que rouba dinheiro da conta 


Lançado há menos de duas semanas, o projeto Celular Seguro ultrapassou a marca de um milhão de cadastros de usuários. O acesso é feito por meio do gov.br. Até às 10h da última segunda-feira (01), 750.135 celulares foram registrados via site ou aplicativo e 692.571 foram incluídas como pessoas de confiança. A ferramenta já recebeu 7.005 alertas de usuários referentes a perda, roubo ou furto de aparelhos.

Com o programa, as vítimas de furto e roubo de dispositivos móveis poderão bloquear o aparelho e aplicativos digitais em apenas um clique. Cada pessoa cadastrada no Celular Seguro poderá indicar pessoas da sua confiança, que estarão autorizadas a efetuar os bloqueios, caso o titular tenha o celular roubado, furtado ou extraviado. Também é possível que a própria vítima bloqueie o aparelho acessando o site do Celular Seguro por um computador.

Matérias Relacionadas