Atletas precisam de ajuda

Enviado Direto da Redação
Thayssa e Kelly são alunas do Ciep 513 - George Savalla Gomes, em Maria Paula, e são treinadas pelo professor José Roberto Braga

Thayssa e Kelly são alunas do Ciep 513 - George Savalla Gomes, em Maria Paula, e são treinadas pelo professor José Roberto Braga

Foto: ALEX RAMOS

Campeãs estaduais de Karatê, as estudantes gonçalenses Thayssa Alves de Farias, de 15 anos, e Kelly Fernandes, 16, foram selecionadas para disputar o campeonato brasileiro. Mas para que o sonho seja realizado, as meninas buscam patrocínios para custear a passagem e hospedagem para o campeonato que acontece de 5 a 7 de maio em Goiás.

Estudantes do Ciep 513 – George Savalla Gomes, em Maria Paula, São Gonçalo, as meninas foram apresentadas ao esporte na escola pelo professor de Educação Física, José Roberto Braga. Ao ver a venerabilidade dos estudantes do local, o professor resolveu mudar a realidade de seus alunos com o esporte.

Faixa preta de karatê, José Roberto se propôs a realizar aulas de karatê de maneira voluntária. A atitude, que não tinha nenhuma pretensão de “criar” atletas, despertou nos alunos a vontade de vencer a partir do esporte. O resultado do esforço são as duas alunas medalhistas classificadas para o mais importante campeonato do país. “Estou muito satisfeito com essa conquista. Iniciei o projeto com a ideia de socialização dos jovens que vivem em uma área bastante carente. Saber que, graças às minhas aulas, elas estão conquistando um lugar ao sol, me deixa muito feliz. Thayssa e Kelly são exemplos para os outros estudantes”, disse o mestre.

Mas para que o sonho seja conquistado, as meninas precisam de ajuda financeira. Thayssa conseguiu parte do patrocínio com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac), que vai custear passagem e material esportivo, mas ela ainda busca ajuda para alimentação e hospedagem. “Hoje, treino cinco horas por dia e me dedico muito. Estou muito focada nessa competição e tenho chances reais de medalha”, afirmou Thayssa. Kelly ainda busca parceiros que possam contribuir com a quantia de R$ 2 mil. “O esporte mudou a minha vida. Hoje, sou mais disciplinada e estudiosa. Me sinto capaz de trazer mais esse título. Só que preciso de patrocínio para realizar essa primeira viagem”, contou.

Quem puder ajudar as estudantes, pode ligar para 99661-9283.

Veja também