Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2089 | Euro R$ 5,5496
Search

São Gonçalo lidera índice de furto de energia

Niterói, Duque de Caxias, Itaboraí e Cabo Frio completam o ranking das cinco cidades com maior incidência deste tipo de irregularidade no ano passado

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 03 de abril de 2023 - 14:45
Ao todo, foram realizadas mais de 374 mil inspeções na rede elétrica da área de concessão da Enel Rio, 12% a mais do que em 2021
Ao todo, foram realizadas mais de 374 mil inspeções na rede elétrica da área de concessão da Enel Rio, 12% a mais do que em 2021 -

A Enel Distribuição Rio divulga o ranking dos municípios atendidos pela distribuidora com os maiores índices de furto de energia no ano de 2022. São Gonçalo lidera a lista, com índice de 47,29% de perdas de energia. Niterói vem na sequência, com 21,60%, e Duque de Caxias ocupa a terceira posição, com 14%, seguida pelas cidades de Itaboraí (8,7%) e Cabo Frio (3,12%). De toda energia distribuída pela companhia na sua área de concessão em 2022, cerca de 21% se referem ao montante perdido: a maior parte devido ao furto de energia. De acordo com estimativas da empresa, se não houvesse furto de energia, as tarifas de todos os clientes da Enel Rio poderiam ser reduzidas em pelo menos cerca de 5%. 

A companhia tem intensificado cada vez mais o combate a este tipo de crime. No ano passado, a distribuidora realizou 374 mil inspeções em sua área de concessão, um crescimento de 12% em comparação com as 334 mil inspeções realizadas em 2021. Além das inspeções, foram realizadas 58 mil operações de modernização de medidores, com a instalação de sistemas inteligentes com comunicação remota.  Entre janeiro e dezembro de 2022, a Enel Rio registou um aumento de 7% na identificação de irregularidades. No ano passado, foram encontradas 194 mil irregularidades, contra 182 mil em 2021. Com isso, a Enel Distribuição Rio conseguiu recuperar 470 milhões de kWh de energia furtada. Este volume de energia recuperado pela distribuidora em 2022 seria suficiente para abastecer aproximadamente 261 mil residências por um ano, com consumo médio mensal de 150/kWh. “A Enel Distribuição Rio vem intensificando nos últimos anos a fiscalização contra fraudes e furtos em todos os seus municípios da área de concessão. Esse tipo de ação contribui para melhorar a qualidade do serviço e para a segurança da população”, afirma Marcio Luis de Souza, responsável pela área de Operações Comerciais da Enel Rio. 

Operação Energia Legal 

A Enel Rio realiza uma abordagem integrada de combate ao furto, com foco não apenas na identificação das ligações irregulares, mas na conscientização da população e oferta de serviços com foco no consumo eficiente de energia, entre outros. Nestas operações recorrentes em áreas estratégicas mapeadas pela distribuidora, uma força-tarefa formada por equipes da concessionaria e integrantes da Polícia Civil fiscaliza e retira ligações clandestinas.  

 Paralelamente, a empresa intensifica serviços nas localidades, como troca de geladeiras e lâmpadas por modelos mais eficientes, além de palestras sobre segurança com a rede elétrica. Uma unidade móvel de atendimento ao cliente também é disponibilizada, com os mesmos serviços oferecidos nas lojas de atendimento da distribuidora e condições facilitadas para a negociação de débitos, por exemplo. Em sua 40ª edição, a operação já identificou ao todo 17,7 mil clientes furtando energia, sendo 92% dos casos em residências e 8% em comércios em 25 cidades por onde a iniciativa já passou desde o fim de 2019. 

Além do projeto Energia Legal, a empresa realiza inspeções de rotina em toda a área de concessão, com o apoio da Polícia Civil. Nos 12 meses de 2022, a empresa realizou 145 operações, que resultaram em 140 pessoas detidas em flagrante, sendo 51% de clientes comerciais e 49% de residenciais.  A concessionária alerta que fraudes e furtos são crimes previstos no Código Penal, e a pena pode variar de um a oito anos de detenção. Além disso, a distribuidora cobra os valores retroativos referentes ao período em que ocorreu a irregularidade, acrescida de multa, de quem praticou as fraudes. Cometem crime tanto as pessoas que executam fisicamente a fraude nas instalações quanto os titulares das contas de energia. 

Furto de energia é crime 

Além de crime, as fraudes e furtos contribuem para baixar a qualidade do serviço prestado, o que prejudica todos os consumidores da concessionária com maior número de interrupções e, por vezes, dificultando o retorno da energia elétrica. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes, deixando o sistema de distribuição mais suscetível a interrupções no fornecimento de energia.  Quem pratica furto de energia, crime popularmente conhecido como “gato”, põe em risco a sua vida e da população. Pessoas não habilitadas que tentam manipular o medidor de energia ou realizar ligação direta na rede elétrica correm o risco de choque e acidentes graves, que podem ser fatais. Para denunciar o furto de energia, basta acessar o site da Enel em https://www.eneldistribuicao.com.br/rj/denuncie.aspx, o aplicativo Enel Rio ou ligar para 0800 280 0120. Não é necessário se identificar. 

Matérias Relacionadas