Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Escolas estaduais devem ganhar reforço de dois mil professores

Medida foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (29)

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 29 de março de 2023 - 20:56
Aumentar o número de professores é uma das prioridades da Secretaria de Estado de Educação
Aumentar o número de professores é uma das prioridades da Secretaria de Estado de Educação -

O Governo do Rio de Janeiro autorizou a Secretaria de Estado de Educação a contratar mais 677 professores temporários para atuar nas escolas da rede e a prorrogar até 1.323 contratos de professores para as turmas do Ensino Fundamental e Médio. A medida foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (29).

Com isso, são mais dois mil profissionais em sala de aula para atender estudantes neste ano letivo. O governador Cláudio Castro afirmou que a autorização tem como objetivo reduzir a carência de professores na rede. 

"Este será o ano da Educação. A contratação dos professores é mais uma das medidas implantadas pelo governo para melhorar o ensino público estadual", afirma Castro.

Para a secretária de Educação, Roberta Barreto, aumentar o número de professores é uma de suas prioridades. 

"A iniciativa do governo é fundamental para garantir o acesso e permanência dos nossos jovens em sala de aula. Afinal, os professores são os verdadeiros pilares do ensino", disse Barreto.

No contrato serão ofertadas até 20 vagas para professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental, com 22 horas semanais, para suprir vagas em unidades prisionais e socioeducativas; até 15 vagas para os anos iniciais do Ensino Fundamental, com 22 horas semanais, para unidades escolares indígenas; até 400 vagas para Docente I, com 18 horas semanais; e até 242 vagas para Docente I, com 30 horas semanais.

Seguindo o que determina a lei, a nova contratação vai contemplar cotas para pessoas portadoras de deficiência (5%), para negros e índios (20%) e para candidatos com hipossuficiência econômica (10%). As normas complementares para seleção e recrutamento dos professores serão divulgadas em 10 dias no Diário Oficial.

Matérias Relacionadas