Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1957 | Euro R$ 5,5298
Search

Império Serrano abre desfiles do Grupo Especial no Carnaval 2023

Agremiação da Zona Norte homenageia Arlindo Cruz

relogio min de leitura | Escrito por Felipe Galeno | 19 de fevereiro de 2023 - 23:55
Arlindo luta desde 2017 contra as sequelas de um Acidente Vascular Cerebral
Arlindo luta desde 2017 contra as sequelas de um Acidente Vascular Cerebral -

A império Serrano, recém promovida à elite do Carnaval carioca, abriu a noite de desfiles do Grupo Especial neste domingo (19), na Marquês de Sapucaí. Com enredo em homenagem ao cantor Arlindo Cruz, a agremiação conseguiu reunir familiares, amigos e o próprio cantor, que foi acompanhado por uma equipe médica.

A escola de samba da Zona Norte parte da canção "Meu Lugar" para homenagear o cantor e compositor Arlindo Cruz. A lenda do samba e ex-integrante do Fundo de Quintal já compôs 11 sambas premiados para desfiles da escola e é um dos torcedores mais célebres do Império. 

Arlindo, que, desde de 2017, luta contra as sequelas de um Acidente Vascular Cerebral, participou do desfile auxiliado por uma equipe médica e por sua esposa Babi Cruz. Ele compareceu ao barracão da escola e esteve nos ensaios da serrana. 

"É uma grande homenagem a um baluarte do Império, do compositor que assina 11 sambas-enredo da escola e tem outros sete vencedores, em outras escolas. Diante da grandeza de um homenageado como esse, a gente tem de fazer um carnaval grandioso", afirmou o idealizador do enredo, carnavalesco Alex Souza, em depoimento à imprensa. 

Os carros alegóricos, conforme indicou a escola, foram os maiores da história da Império Serrano e destacaram momentos da trajetória do artista e elementos essenciais de sua personalidade, como suas origens no bairro Madureira e sua fé no orixá Xangô. 

Na bateria, a Serrano teve Darlin Ferrattry, mãe da cantora Lexa, como rainha. Ela desfilou no mesmo dia que a artista, que será rainha de outra escola, a Unidos da Tijuca. Ontem, sua filha mais nova, Winny Isa, também foi rainha de bateria, pela Unidos de Bangu. 

Ficha Técnica:

Presidente: Sandro Avelar

Carnavalesco: Alex de Souza

Diretor de Carnaval: Wilsinho Alves

Samba de autoria de Sombrinha, Aluísio Machado, Carlos Senna, Carlitos Beto Br, Rubens Gordinho e Ambrósio Aurélio.

Intérprete: Ito Melodia

Mestre de Bateria: Mestre Vitinho

Rainha de Bateria: Darlin Ferrattry

Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Marlon Flôres e Danielle Nascimento

Matérias Relacionadas