Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2113 | Euro R$ 5,5412
Search

Desfiles das escolas de samba de Maricá é adiado para o Carnaval de 2024

Prefeitura fez comunicado nessa segunda-feira, anunciando também que programação está mantida em outras frentes da folia, com desfiles da União de Maricá, no Rio, e de 78 blocos de rua, além de 99 shows de trinta artistas locais

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 13 de fevereiro de 2023 - 17:44
Apresentação das agremiações ficou para 2024, mas festa precisa se qualificar para ser mantida
Apresentação das agremiações ficou para 2024, mas festa precisa se qualificar para ser mantida -

Os desfiles das escolas de samba de Maricá foram cancelados e só deverão acontecer no Carnaval de 2024. A Prefeitura de Maricá fez o comunicado oficial nessa segunda-feira (13). A festa estava marcada para acontecer nos dias 21 e 24 de fevereiro próximo, com a apresentação de sete escolas de samba, sendo quatro do Grupo Especial e três do Grupo de Acesso. Com a maioria das agremiações desfilantes na cidade com dificuldades para cumprir as obrigatoriedades administrativas para receber as verbas, o governo municipal optou por não realizar o evento por não haver tempo hábil para uma preparação adequada. 

Os representantes das agremiações locais, filiadas à Liga das Agremiações Carnavalescas de Maricá (Lacam) ainda tinham esperanças de que houvesse o adiamento para o mês de abril desse ano, o que não ocorreu. A Prefeitura de Maricá informa que a programação de carnaval está mantida com desfiles de 78 blocos de rua e 99 shows de 30 artistas, que se apresentarão em 20 pontos da cidade.

Das oito escolas de samba da cidade, a União de Maricá já recebeu a subvenção e desfilará na Avenida. Intendente Magalhães, no Rio de Janeiro; pela Série Prata, com grandes chances de conseguir o acesso à Série Ouro, na Marquês de Sapucaí, graças a uma preparação bem organizada, iniciada o ano passado. 

Cancelamento - O cancelamento dos desfiles das escolas de samba de Maricá foi definido após após uma reunião entre representantes da Secretaria de Turismo, que cuida da organização do Carnaval na cidade, e representantes das agremiações, nessa segunda-feira (13). Internamente, os governantes municipais também entendem que a festa, revitalizada há alguns anos, precisa também entrar em processo de crescimento e reunir mais atrativos, já que tem englobado apenas um pequeno número de agremiações, e como consequência, pouco público.    

Pendengas administrativas - Das sete escolas existentes na cidade, quatro assinaram recentemente contrato com a Prefeitura, mas ainda não haviam recebido subvenção - Caxito - Inocentes, Azul e Branco e Saco das Flores). Havia outras três que estavam em processo administrativo para recebimento de verbas em tramitação.  

Matérias Relacionadas