Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1937 | Euro R$ 5,5292
Search

Rio gasta R$ 32 milhões por ano com a limpeza diária das praias

A verba usada seria o suficiente para construir19 UPAs na cidade

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 06 de fevereiro de 2023 - 18:51
Todo dia, 25 tratores são acionados para remover os resíduos que ficam na areia
Todo dia, 25 tratores são acionados para remover os resíduos que ficam na areia -

O município do Rio gasta R$ 32 milhões por ano com a limpeza diária das praias do Rio. Para se manter 258 garis limpando a sujeira que deveria estar nas lixeiras, o custo mensal é de cerca de R$ 1.280.000. Esse custo mais do que dobra nos meses de verão: chega a quase R$ 3 milhões (R$ 2.984.010).

Todo dia, 25 tratores são acionados para remover os resíduos que ficam na areia. A despesa com os veículos chega a R$ 820 mil por mês. A compra mais recente de 2,5 mil novos contêineres custou R$ 635 mil. O prazo de validade deles é de um ano, mas a destruição causada por vândalos tem reduzido esse tempo.

Se comparar o gasto anual com o lixo nas praias com o custo de outros serviços e benefícios para a população, seria possível: construir 19 UPAS; construir três clínicas da Família; erguer dois espaços de desenvolvimento infantil (Edis), com capacidade para atender 600 crianças; comprar 90 ambulâncias zero quilômetro para o Samu; construir 182 casas populares.

"A sujeira da praia não era pra existir. Então, esse custo é um custo que é jogado fora. A gente poderia estar investindo esse dinheiro de fato em outros serviços ou na prefeitura ou com a Comlurb, com a própria Comlurb. A gente tem tantas demandas e é uma cidade que carece tanto de cuidado e a gente precisa destacar dinheiro, esforço, tempo pra fazer algo que não precisava estar sendo feito", diz Flávio Lopes, presidente da Comlurb.

Matérias Relacionadas