Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1515 | Euro R$ 5,5085
Search

Procon-RJ descarta meia tonelada de alimentos impróprios na região metropolitana e Baixada

Operação foi realizada com apoio da Decon para apurar denúncias feitas à autarquia e ao Ministério Público Estadual

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 03 de fevereiro de 2023 - 11:26
Três responsáveis foram levados pelos policiais civis à Decon para prestar esclarecimentos
Três responsáveis foram levados pelos policiais civis à Decon para prestar esclarecimentos -

O Procon Estadual do Rio de Janeiro (Procon-RJ), em conjunto com a Delegacia do Consumidor (Decon),  fiscalizou 18 estabelecimentos, entre eles, supermercados, padaria, posto de combustíveis e hospital nessa quarta-feira (01) e quinta-feira (02). A operação ocorreu na Região Metropolitana nas zonas norte e oeste, além dos municípios de Nova Iguaçu, São Gonçalo e Niterói. Durante a ação, o  Procon-RJ descartou meia tonelada de alimentos impróprios, interditou estabelecimento e os responsáveis foram levados para Decon

 A operação conjunta visava apurar denúncias e cumprir solicitação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). Dos 15 supermercados fiscalizados, 11 foram autuados. Nos estabelecimentos multados foram encontrados 231,2 kg de alimentos vencidos e outros 248,9 kg sem qualquer especificação de manipulação ou validade. Além de impróprios, os alimentos colocavam em risco a saúde do consumidor. 

Imagem ilustrativa da imagem Procon-RJ descarta meia tonelada de alimentos impróprios na região metropolitana e Baixada
 

Um estabelecimento teve o açougue interditado. No local, os agentes encontraram o ambiente sem higiene e com alimentos armazenados de forma inadequada, em contato direto com caixas, alimentos vencidos e outros com a presença de moscas no balcão expositor. Três responsáveis foram levados pelos policiais civis à Decon para prestar esclarecimentos.

"O estabelecimento que comercializa produtos impróprios para o consumo atenta diretamente contra a saúde do consumidor, por isso, é tão importante mantermos essas operações de forma constantes. Os fornecedores devem ficar atentos às condições dos alimentos, buscando corrigir essas irregularidades que podem fazer com que os consumidores tenham a saúde comprometida", ressalta o presidente da autarquia, Cássio Coelho.

Imagem ilustrativa da imagem Procon-RJ descarta meia tonelada de alimentos impróprios na região metropolitana e Baixada
 

Matérias Relacionadas