Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1566 | Euro R$ 5,517
Search

Itaboraí recebe equipe de pesquisadores do RS para estudo sobre tuberculose

Projeto traz ao município estudo que busca emelhor forma de investigar contatos de paciente tuberculoso

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 18 de janeiro de 2023 - 18:38
Profissionais do Programa Municipal de Controle da Tuberculose serão capacitados até sexta (20/01)
Profissionais do Programa Municipal de Controle da Tuberculose serão capacitados até sexta (20/01) -

Uma equipe de profissionais de um hospital do Rio Grande do Sul chegou a Itaboraí nesta semana para participar de início do Estudo GXTA, que busca avaliar a melhor forma de investigar os contatos de um paciente com tuberculose. 

Os pesquisadores são do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, e participarão das atividades iniciais do projeto, realizado a partir de uma parceria com o Ministério da Saúde e a McGill University de Montreal, localizada no Canadá.

De acordo com a equipe de pesquisadoras do Hospital Moinhos de Vento, o Estudo GXT consiste em um ensaio clínico randomizado em crianças a partir de 3 meses até 10 anos incompletos, que possuem contato com uma pessoa recentemente diagnosticada com tuberculose. Ao final do estudo, que será realizado em outras regiões do país, os pesquisadores vão apontar qual é a melhor estratégia para avaliação de contatos intradomiciliares e interrupção da cadeia de transmissão da tuberculose.

Até a próxima sexta-feira (20/01), profissionais do Programa Municipal de Controle da Tuberculose da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) serão capacitados para a operacionalização do Estudo GXT no município, com a revisão dos protocolos de atendimento, inclusão de participantes, apresentação dos documentos e formulários éticos.  

A coordenadora do Programa de Controle da Tuberculose de Itaboraí, Maria José Fernandes, ressaltou a importância da integração entre a Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital Moinhos de Vento no combate à tuberculose.

"Durante essa visita, os nossos profissionais também serão capacitados pela equipe do Hospital Moinhos de Vento, que é referência em todo o país. A tuberculose tem cura e estamos trabalhando diariamente com a conscientização sobre a importância dos cuidados contra a doença. Temos que evitar a cadeia de transmissão e esse estudo é fundamental nesse quesito", afirmou a coordenadora.

Segundo a pesquisadora e coordenadora do estudo GXT, Caroline de David, o município de Itaboraí é referência no combate à tuberculose e foi escolhido pelo Ministério da Saúde para integrar esse importante estudo como representante da Região Sudeste do país.

"É importante ressaltar que nesse estudo não trataremos da doença especificamente, mas sim aqueles que possuem contato direto com pessoas diagnosticadas com a tuberculose. Através disso, buscaremos uma melhor estratégia para evitar o contágio dentro dos domicílios", ressaltou a pesquisadora.

Em outubro, o município já havia recebido profissionais do Hospital Moinhos de Vento para treinamento e monitoramento do Estudo Epidemiológico sobre a Prevalência Nacional de Tuberculose e demais Agentes Respiratórios em Pediatria (TBPed).

Matérias Relacionadas