Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Presidente de ONG que resgata animais pede ajuda para evitar despejo

Ozana Garcia corre risco de ir para a rua com seus 30 animais resgatados caso não consiga comprar local que o abrigo está instalado hoje

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 26 de novembro de 2022 - 12:04
Carro virou item essencial para divulgação da causa da ONG Ozanimais
Carro virou item essencial para divulgação da causa da ONG Ozanimais -

A presidente de ONG que resgata animais doentes das ruas pede ajuda para evitar despejo. Vinte e oito cães e dois gatos correm risco de ir para a rua caso a associação não consiga arrecadar a quantia necessária para comprar o local em que estão instalados atualmente, no Engenho do Mato.

Há dois anos e meio, Ozana Garcia, fundadora da ONG Ozanimais, recebeu uma ordem de despejo com seus 30 animais resgatados. Sem ter para onde ir, ela precisou arrumar um advogado para conseguir mais tempo para tentar arrumar um local definitivo para fazer de abrigo para a associação.

“Tem 18 anos que moro nesse mesmo lugar, mas sofri uma ação de despejo há algum tempo. Não consigo alugar nem comprar outro local. O acordo para comprar aqui se tornou a minha única saída para não ficar na rua com eles”, conta Ozana, presidente da Ozanimais. 

Por estar com um grande número de cães, ela não consegue encontrar nenhum outro local para se mudar. O proprietário da vila em que mora hoje aceitou um acordo, porém há apenas um obstáculo: é preciso arrecadar 200 mil reais para a compra.

Ozana Garcia se dedica integralmente aos 28 cães e dois gatos do abrigo
Ozana Garcia se dedica integralmente aos 28 cães e dois gatos do abrigo |  Foto: Layla Mussi
 

“Já consegui juntar 37 mil com doações, porém só sobraram 22 mil, pois tenho que comprar ração, comida e remédios para eles. Agora preciso dos 178 mil para ficar com essa casa e continuar cuidando deles”, afirma a protetora de animais.

Ozana largou o emprego há cinco anos para cuidar dos animais que resgatava da rua. Ela se dedica integralmente aos cuidados dos 28 cães e 2 gatos que possui, sem ajuda de nenhuma outra pessoa. E diz com todas as letras que não abandona nenhum deles, mesmo com toda dificuldade.

“Eles são a minha vida. Não consigo largar ou dar nenhum deles. São muito felizes aqui todos juntos e eu faço tudo por eles. Dormimos todos juntos e eu vivo pra eles”, revela.

Para tentar conseguir a quantia que precisa para não ser despejada, ela fez um banner pedindo ajuda e começou a circular pela cidade. Agora, tem um outdoor na Alameda São Boaventura para tentar sensibilizar aqueles que sentem compaixão pela causa animal.

Ozana conta que resgata apenas animais doentes, como foi com uma buldogue paraplégica que ela adotou e salvou da eutanásia. Todas as fêmeas do abrigo são castradas e aqueles animais que precisam de cirurgia recebem os devidos cuidados.

“Eu quero comprar esse lugar para fazer um abrigo definitivo e uma clínica popular para os animais. Essa é a minha causa. Eu penso neles em primeiro lugar e farei o que for possível para ficar com meus bichos”, conclui.

A presidente da ONG diz que toda ajuda é bem-vinda. Quem quiser fazer sua contribuição, pode entrar em contato. Seja com ração, remédios, cesta básica ou até dinheiro.

Para ajudar o abrigo financeiramente, o interessado pode fazer um pix pela chave (21) 99696-7377. Este também é o número da ONG, para quem quiser entrar em contato para outro tipos de ajuda ou solicitação de informações.

O instagram da ONG é @ong.ozanimais, e nesse espaço Ozana mostra um pouco do dia a dia dos animais.

Matérias Relacionadas