Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,0950 Euro up 5,2491
Search

Prefeitura de Niterói inicia trabalho emergencial no canal de Itaipu

A Prefeitura de Niterói assinou, em 2013, um contrato de cogestão das lagoas com o Estado

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 02 de julho de 2022 - 07:29
O assoreamento é natural, causado pela dinâmica costeira da região
O assoreamento é natural, causado pela dinâmica costeira da região -

As secretarias municipais de Obras e de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) iniciaram, nesta sexta-feira (1), o trabalho emergencial de retirada do excesso de areia do canal de Itaipu, que liga as águas das praias de Camboinhas e Itaipu à lagoa. O objetivo é restabelecer a ligação do mar com a lagoa. O assoreamento é natural, causado pela dinâmica costeira da região, porém é importante essa ligação das águas do mar para manutenção da vida na lagoa.

A Emusa está acompanhando a elaboração do projeto para a recuperação estrutural dos guias-corrente e desobstrução do canal de ligação da lagoa de Itaipu e praias de Itaipu e Camboinhas. O projeto tem como objetivo fazer com que a troca de água entre mar e lagoa continue permanente.

A previsão é de que o projeto seja concluído em julho, após a Prefeitura de Niterói acatar as sugestões de alterações apresentadas pelos representantes do Comitê Lagunar de Itaipu e Piratininga (Clip) e da Universidade Federal Fluminense (UFF). A previsão é que o edital das obras seja lançado em julho.

A Prefeitura de Niterói assinou, em 2013, um contrato de cogestão das lagoas com o Estado e colabora no processo de recuperação do sistema lagunar, que é de responsabilidade legal do governo estadual.

Matérias Relacionadas