Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,0950 Euro up 5,2488
Search

São Gonçalo ganha duas unidades do "Café do Trabalhador"

População poderá comprar café, pão e fruta por R$ 0,50

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 01 de julho de 2022 - 16:47
As unidades, uma sediada embaixo do viaduto de Alcântara e outra na Praça Dr. Luiz Palmier, vão funcionar de segunda a sexta-feira, das 5h às 9h e das 6h às 9h, respectivamente.
As unidades, uma sediada embaixo do viaduto de Alcântara e outra na Praça Dr. Luiz Palmier, vão funcionar de segunda a sexta-feira, das 5h às 9h e das 6h às 9h, respectivamente. -

São Gonçalo passa a contar com duas unidades do “Café do Trabalhador”, um projeto do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por solicitação do prefeito de São Gonçalo Capitão Nelson, que visa facilitar o acesso à primeira refeição do dia e reduzir a insegurança alimentar e nutricional da população. Ao todo, serão distribuídos 500 cafés de manhã em um ponto em Alcântara e outro no Centro. Por R$ 0,50, o trabalhador terá acesso a café, pão e uma fruta.

A inauguração dos espaços aconteceu na manhã desta sexta-feira (1º) e contou com a presença do secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Julio Saraiva; do vice-prefeito de São Gonçalo, Sérgio Gevú; do secretário de Assistência Social de São Gonçalo, Edinaldo Basílio, e de vereadores.

“Seguimos trabalhando, através de uma parceria eficiente com o Governo do Estado do Rio, para oferecer dignidade para a população gonçalense. Nossa gratidão ao governador Cláudio Castro pela implementação dessas duas unidades em São Gonçalo que vão oferecer a primeira refeição do dia ao trabalhador de maneira digna e nutricional. O Café do Trabalhador é algo primordial na política pública de Assistência Social e deve ser expandido para atender a um número cada vez maior de pessoas”, declarou o secretário de Assistência Social, Edinaldo Basílio.

As unidades, uma sediada embaixo do viaduto de Alcântara e outra na Praça Dr. Luiz Palmier, vão funcionar de segunda a sexta-feira, das 5h às 9h e das 6h às 9h, respectivamente.

"A ideia desse projeto é justamente dar dignidade à população. Vamos oferecer a primeira refeição do dia do trabalhador que acorda muito cedo e precisa se deslocar até seu local de trabalho e muitas vezes não consegue tomar um café de forma digna, ou por falta de condições financeiras ou por falta de tempo. Por isso, a ideia é que a unidade do Café do Trabalhador fique em locais de grande movimento. Além desses dois pontos, a cidade também vai contar, em breve, com o Restaurante do Povo, que vai servir mil cafés da manhã. Então, no total, São Gonçalo vai ter 4 mil refeições para servir a sua população, sendo mil em nossos quiosques do Café do Trabalhador; mil no Restaurante Popular e mais duas mil refeições na hora do almoço ”, disse Julio Saraiva.

A artesã Maria do Carmo Dirk, de 66 anos, foi a primeira a pegar o kit de café da manhã na Praça Dr. Luiz Palmier e aprovou a iniciativa.

“É ótimo ter um espaço como esse que oferece café da manhã, acordamos muito cedo todos os dias e ter acesso a essa facilidade é maravilhoso, além de ser super baratinho. Vou aproveitar muito”, disse Maria do Carmo.

Matérias Relacionadas