Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1592 Euro up 5,3261
Search

FGV Social lança pesquisa sobre insegurança alimentar

Pesquisa foi feita a partir do processamento de Gallup World Poll

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 25 de maio de 2022 - 16:52
As dificuldades alimentares cresceram constantemente no Brasil nos últimos 12 meses
As dificuldades alimentares cresceram constantemente no Brasil nos últimos 12 meses -

As dificuldades alimentares enfrentadas pelos brasileiros, nos últimos 12 meses, cresceu constantemente no país, segundo pesquisas. Em levantamento realizado, a parcela que não teve dinheiro para alimentar a si ou a sua família em algum momento subiu de 30% em 2019 para 36% em 2021, atingindo novo recorde da série iniciada em 2006.

O aumento da insegurança alimentar entre os 20% mais pobres no Brasil durante a pandemia foi de 22 pontos percentuais, saindo de 53% em 2019 chegando a 75% em 2021, nível próximo do país com maior insegurança alimentar da amostra Zimbawe (80%). Já os 20% mais ricos, experimentaram queda de insegurança alimentar de três pontos percentuais (indo de 10% para 7%, pouco acima da Suécia (5%) o país com menos insegurança alimentar).

Uma crescente e marcada assimetria de insegurança alimentar entre homens e mulheres, é observada por especialistas no Brasil. De 2019 a 2021, houve aumento de 14 pontos percentuais entre as mulheres e queda de 1 ponto percentual para homens. Como resultado, a diferença entre gêneros da insegurança alimentar em 2021 é 6 vezes maior no Brasil do que na média global.

Matérias Relacionadas