Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down 5,4907
Search

Após incêndio, família faz 'vaquinha' virtual para recuperar gráfica

Estabelecimento foi inaugurado há 60 anos

relogio min de leitura | Escrito por Ana Carolina Moraes | 23 de maio de 2022 - 12:37
Incêndio destruiu totalmente a Gráfica Raposo
Incêndio destruiu totalmente a Gráfica Raposo -

Imagina ver o legado da sua família sendo destruído por causa de um incêndio que teve origem com um curto-circuito. Foi esse sentimento de tristeza e dor no coração que marcou a última sexta-feira (20) do aposentado Antônio Raposo, de 70 anos. Ele, que é dono da Gráfica Raposo, localizada na Rua Nilo Peçanha, número 350, no bairro Estrela do Norte, em São Gonçalo, viu que seu estabelecimento havia pegado fogo. O local, inaugurado pelo pai dela há 60 anos atrás, foi totalmente destruído, com as paredes e teto todos queimados. 

O idoso ficou sabendo do caso quando estava em casa, na noite de sexta (20). Por sorte, não havia nenhuma pessoa dentro da gráfica quando o incêndio começou e, por isso, ninguém saiu ferido. 

“Eu estava em casa quando um amigo meu do São Gonçalo Presente me ligou e falou que a gráfica estava pegando fogo. Na hora, vim correndo para cá e tentei abrir a porta, mas como ela era de aço ficou muito quente e não consegui abrir. Quando eu vi aquilo tudo pegando fogo me deixou muito triste, foi muito difícil ver o legado da minha família, que começou com o meu pai, ser destruído. O meu amigo que ligou para falar do fogo também acionou os bombeiros e eles chegaram um pouco depois de mim, controlando as chamas”, afirmou ele.

A gráfica foi fundada por Nilton Raposo, pai de Antônio, há 60 anos. Foi ali que Antônio cresceu e viu o trabalho de seu pai se desenvolver. Depois de sair do banco em que trabalhava, há 37 anos, Antônio assumiu a gráfica e viu seu desenvolvimento. 

“Quando era da época do meu pai era tipografia ainda, depois, quando eu assumi, virou offset e agora impressoras gráficas. Eu tinha 3 dessas impressoras aqui e todas pegaram fogo, junto com outros equipamentos, a perda foi total e eu não tinha seguro, vou ter que recomeçar tudo do zero, mas não vou desistir, é a história da minha família”, afirmou ele.

Depois que assumiu o negócio, os filhos de Antônio começaram também a ajuda no local. O filho dele inclusive começou a desenvolver os talentos de designer gráfico no empreendimento e ensinou isso ao pai. Hoje, os filhos de seu Antônio seguem caminhos em outros lugares, mas nunca esqueceram suas origens. 

“Meu filho mora na Ilha do Governador e quando ele soube já era tarde da noite, mas ele veio aqui me ajudar. É o local que eles cresceram e que eu cresci. Eu quero reconstruir isso e voltar a trabalhar. Eu estava aqui todos os dias atendendo aos clientes e é muito triste não ter mais isso”, contou ele emocionado. 

A família de seu Antônio e ele estão organizando uma vaquinha online para recuperar o valor inicial para conseguir reestruturar a gráfica. Vale contar que seu Antônio não tem seguro financeiro no estabelecimento, então, terá que reconstruir a gráfica com seu dinheiro. O valor inicial da vaquinha é de R$ 15 mil. 

“Peço que quem puder me ajudar, ajude. Esse valor vai ser apenas o começo para eu pensar na estrutura e em alguns equipamentos para que eu possa começar a reestruturar aqui e trabalhar. Eu pretendo continuar a juntar o restante do dinheiro com meu trabalho, mas peço essa ajuda inicial”, contou ele. 

Quem quiser doar qualquer valor, pode ajudar na vaquinha online feita pela filha de seu Antônio. Ela está disponível no link: https://www.vakinha.com.br/2862603?utm_campaign=whatsapp&utm_medium=website&utm_content=2862603&utm_source=social-shares e qualquer quantia é bem vinda.

Matérias Relacionadas