Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1883 Euro up 5,4412
Search

" Ela era meu anjo, meu diamante", desabafa mãe de criança atropelada em SG

Menina estava visitando a avó partena

relogio min de leitura | Escrito por Ana Carolina Moraes | 06 de maio de 2022 - 11:43
Miriã Quintanilha dos Santos, de 10 anos
Miriã Quintanilha dos Santos, de 10 anos -

Alegre, brincalhona, estudiosa, ligada à família e, como qualquer criança, sonhava em se tornar influencer fazendo dancinhas na internet. Miriã Quintanilha dos Santos, de 10 anos, que teve seus sonhos interrompidos após morrer atropelada na noite da última quinta-feira (05) enquanto estava com os tios e primos indo para o Laranjal, em São Gonçalo, onde passaria o resto da noite na casa da tia.   

Menina sonhava em ser dançaria
Menina sonhava em ser dançaria |  Foto: Divulgação
 

Miriã morava em Jacarepaguá com a mãe, mas veio para São Gonçalo ficar com a avó e a tia. Ela passaria a quinta (5) com a tia e na sexta (6) se encontraria com a avó, que é professora, e juntas elas participariam de uma festinha de Dia das Mães. No entanto, os planos foram interrompidos pelo trágico acidente.   

 Miriã morreu enquanto estava na calçada, esperando para atravessar a rua. O carro, do modelo Ranger na cor prata (ou cinza) teria subido na calçada e atropelado a criança, segundo a família dela.  

 Gisele Quintanilha Ventura, mãe da Miriã, está inconsolável e precisou por várias vezes ser amparada por familiares. Ela esteve no Instituto Médico Legal (IML) para liberar o corpo da criança.  

“Minha caçulinha foi brutalmente tirada de mim. Só Deus na minha vida mesmo. Ela ia passar o final de semana com a avó paterna e domingo eu a pegaria para passar o Dia das Mães comigo. Minha irmã contou que não estava se sentindo bem e adiantou o passo na rua para ir para casa, minha filha ficou com meu cunhado mais para trás. A Miriã parou na calçada e estava esperando para atravessar, meu cunhado vinha logo em seguida, mas não deu tempo. O carro passou pela contramão e atropelou a minha filha que estava na calçada antes que ele se aproximasse”, disse Gisele.  

"Ela se declarava para mim todo dia falando 'mamãe eu te amo tanto' "
"Ela se declarava para mim todo dia falando 'mamãe eu te amo tanto' " |  Foto: Layla Mussi
 

 Ela só faz um apelo. “Eu quero que a polícia investigue isso e a pessoa que fez isso pague, minha filha só tinha 10 anos, ela era meu anjo, meu diamante. Ela se declarava para mim todo dia falando “mamãe eu te amo tanto”, não estou acreditando que minha filha foi embora. Ela era muito inteligente, ensinava o irmão a fazer dever”, disse a mãe aos prantos.  

Era na casa de dona Ivonete dos Santos que a menina passaria essa sexta (06). “Ele estava em alta velocidade na contramão e não deu chance de uma criança se defender. Ela não teve nem como ser socorrida. Por favor, eu quero justiça gente, vamos correr atrás de Justiça. Nada vai preencher a dor. Ela foi criada comigo desde bebezinha, eu e a mãe nós dividimos para cuidar dela. Eu sempre fiz o que pude por essa criança, mas agora Deus está fazendo por ela. Não há remédio que tire essa dor”, contou a professora. Ela disse que o tio, que estava com Miriã na hora do atropelamento, está em choque. Dona Ivonete conta que teve que tomar remédio para dormir na última noite e que a dor é muito grande.  

Avó a levaria para uma festa na escola que trabalha
Avó a levaria para uma festa na escola que trabalha |  Foto: Layla Mussi
 

 Poderia ter atingido outras crianças da família, segundo Beatriz Quintanilha, irmã de Miriã. “Ela estava com os tios e dois primos menores. Se as outras duas crianças tivessem um pouco mais perto, elas também teriam sido atingidas pelo carro. O carro jogou a Miriã do outro lado da rua”, afirmou Beatriz.  

Local do acidente
Local do acidente |  Foto: Layla Mussi
 

A polícia segue investigando o que teria ocorrido e o culpado pela morte da criança de 10 anos.   

O sepultamento de Miriã será no Cemitério Parque da Paz, às 16h30 desta sexta-feira (06). 

Matérias Relacionadas