Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0826 Euro up 5,2579
Search

Rio está em estado de alerta para infestação de Dengue, Zika e Chikungunya

De acordo com o Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa)

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 02 de maio de 2022 - 22:33
A situação já é de alerta para Aedes aegypti
A situação já é de alerta para Aedes aegypti -

A cidade do Rio se encontra em situação de alerta com o mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya. De acordo com o primeiro Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) que foi feito no município após a pandemia do coronavírus, no período de 4 e 8 de abril, o Índice de Infestação Predial (IPP) no Rio foi para 1,1%, o que comporta a faixa de alerta, que é de 1% até 3,9%. Nas quase 250 áreas pesquisadas, seis se encontram com um índice elevado a 3,9%, no nível de risco. É apontado que quatro delas se localizam na Zona Oeste.

O LIRAa é feito em todos os municípios do Brasil, geralmente na mesma época, ao menos quatro vezes no ano. Os últimos dois anos (2020/2021) o levanto tinha sido suspenso pelo Ministério da Saúde por conta da pandemia.

Os bairros do Rio mais afetados foram, Campo Grande, Guaratiba, Pedra de Guaratiba, Cosmos, Paciência e Santa Cruz, na Zona Oeste, além de Gamboa e Cidade Nova, no Centro, e Campinho e Madureira, na Zona Norte. A SMS informou que pretende reforçar as ações de controle ao vetor por essas regiões.

Matérias Relacionadas